A ciclista espanhola Eva Anguela, da equipa portuguesa Matos Mobility-Optiria, venceu hoje a primeira etapa em linha da Volta a Portugal feminina, com a russa Valeria Valgonen (Massi-Tactic) a subir à liderança da geral.

Numa chegada em pelotão compacto, Eva Anguela foi claramente a mais forte no final dos 85 quilómetros entre Loures e Vila Franca de Xira, erguendo os braços diante da compatriota Susana Pérez (Cantabria Deporte-Rio Miera) e da russa Valeria Valgonen, segunda e terceira, respetivamente, com as mesmas 2:21.53 horas da vencedora.

“Estou muito feliz. Sabia que era uma etapa em que, se sofresse, poderia passar bem os topos e chegar com força para discutir a etapa. Foi possível, graças à equipa, que me ajudou para poder estar bem colocada. O meu objetivo será tentar ganhar todas as etapas que terminem ao sprint”, assumiu a ciclista espanhola da Matos Mobility-Optiria, citada em comunicado da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

Graças às bonificações distribuídas na meta, Valeria Valgonen destronou a sua colega equatoriana Miryam Nuñez da liderança da geral, com a vencedora do prólogo, que até tentou defender a amarela, ao amealhar dois segundos num sprint intermédio, a descer ao segundo lugar, a dois segundos.

“Senti-me bem ao longo de toda a etapa e tive a ajuda das minhas colegas. Estou muito feliz por ter a camisola amarela e espero poder mantê-la até final, mas o importante é o resultado da equipa e iremos lutar por ganhar todas as etapas restantes”, antecipou a russa da Massi-Tactic.

Na terceira posição está a britânica Freya Rawlins (Soltec Team Costa Calida), agora a quatro segundos da nova camisola amarela.

Beatriz Roxo (Cantabria Deporte-Rio Miera) é a melhor portuguesa na geral, no quarto lugar, a 14 segundos de Valgonen, com o top-10 a incluir ainda mais duas ciclistas nacionais: Cristiana Valente (Glassdrive-Chanceplus-Allegro) é sétima, a 20, e Vera Vilaça (Massi-Tactic) é 10.ª, a 24.

Na sexta-feira, a segunda etapa da Volta a Portugal feminina vai ligar o Museu do Ciclismo Joaquim Agostinho, em Torres Vedras, ao Museu do Ciclismo, nas Caldas da Rainha, no total de 100,4 quilómetros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.