O ciclista italiano Vicenzo Nibali, vencedor da última Volta a Itália, prolongou o contrato com a Astana até 2016, anunciou esta quinta-feira a formação cazaque.

O contrato de Nibali acabava em 2014, mas os responsáveis da Astana chegaram a acordo com o corredor para que este ficasse até ao final da época de 2016.

«Estamos muito contentes por prolongar o vínculo de Vincenzo Nibali e os nossos objetivos mais imediatos são apoiá-lo na próxima edição da Volta a Espanha e nos Mundiais de Florença», disse em comunicado o diretor desportivo Alexandre Vinokourov.

O antigo ciclista, medalha de ouro em Londres2012, realçou ainda que ter «um grande campeão» na Astana antes da Expo 2017, que se celebra na capital do Cazaquistão, ajudará a difundir «em todo o mundo» a mensagem da federação nacional de ciclismo.

«No próximo ano, vamos apostar no Vicenzo para a Volta a França», concluiu o comunicado.

O italiano, nascido a 14 de novembro de 1984 e profissional desde 2005, tem cerca de 30 vitórias no currículo, das quais se destacam a do Giro deste ano e da Vuelta 2010, além do segundo e terceiro posto nas Volta a Itália de 2011 e 2010 e do terceiro lugar no pódio do Tour do ano passado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.