O australiano Jai Hindley, segundo na geral final de 2020, e o francês Romain Bardet são as apostas da DSM para a Volta a Itália em bicicleta, a partir de 08 de maio, anunciou hoje a equipa.

Hindley foi ‘vice’ do britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS), e entrou na última etapa, um contrarrelógio individual, na liderança, acabando por perder a ‘maglia rosa’ para o rival.

Por seu lado, Bardet chegou este ano à DSM, antiga Sunweb, proveniente da AG2R La Mondiale, fazendo a sua estreia no Giro após correr sobretudo na Volta a França.

“Mais uma vez, vamos ao Giro para dar tudo por um resultado positivo da equipa na classificação geral individual, e temos mesmo de utilizar a nossa força coletiva, com esforço de todos”, disse o treinador Matt Winston, citado em comunicado.

A equipa irá ainda apontar à vitória em etapas específicas, além de espreitar “oportunidades nos ‘sprints’”, lembrando ainda os “sucessos e memórias do passado em Itália”.

“Quero estar no topo de forma consistente e vou tentar apontar a isso já este ano”, declarou Hindley, ao portal especializado Cyclingnews, em março.

A dupla estará, juntamente com outros corredores apontados à ‘corsa rosa’, na Volta aos Alpes, na qual se vão ‘medir’ perante vários rivais em Itália.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.