Alexandre Vinokourov, diretor desportivo da Astana, não escondeu hoje a sua desilusão com a prestação de Vincenzo Nibali na Volta a França, garantindo que o ciclista italiano terá de ir à 'Vuelta'.

“O patrocinador espera resultados e quer respostas e o Nibali é um corredor que ganha muito dinheiro. É um grande ciclista, mas as coisas não se passaram como esperávamos. Vincenzo deve chegar a Paris e depois ir à Volta a Espanha. A Astana deve ganhar uma das grandes voltas”, defendeu o cazaque em entrevista à Gazzetta dello Sport.

Vinokourov lamentou o baixo rendimento do vencedor do Tour do ano passado, mas mostrou-se seguro de que o siciliano ainda se exibirá na semana final da prova francesa.

“Está stressado, tinha muita pressão sobre ele desde o início. A Volta a França ganha-se com a cabeça. Estava triste, triste como toda a equipa. É o campeão em título, tem de chegar a Paris, sem dúvida. Tem de sofrer pela equipa e por ele mesmo. Sei que [o desaire] é difícil de aceitar, mas é um grande ciclista, deve superar isto e começar de novo”, analisou ao jornal italiano.

O diretor desportivo da Astana excluiu terminantemente a hipótese de o italiano abandonar a ‘Grande Boucle’. “É o capitão, o líder, deve continuar para motivar a equipa. Se Nibali fosse para casa, a equipa acabaria”, assumiu.

O vencedor em título ocupa a nona posição da geral, a 7.47 minutos do camisola amarela, o britânico Chris Froome (Sky).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.