O presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix, exultou hoje com a medalha de prata de Fernando Pimenta nos Campeonatos do Mundo, destacando-a como um dos grandes feitos da modalidade.

“Mais uma vez a canoagem portuguesa continua a fazer historia. Este é o melhor resultado de sempre de um K1 1.000, o melhor de Fernando Pimenta em Mundiais em distancia olímpica”, congratulou-se.

O dirigente explicou as lágrimas de tristeza de Pimenta no fim da prova: “Claro que ele é muito ambicioso e queria o lugar mais alto do pódio, mas a federação está satisfeita com este resultado”.

“A federação apenas tinha seis medalhas até hoje em campeonatos do Mundo, apesar das inúmeras em Europeus e uma em Jogos Olímpicos. O balanço é muito positivo neste Mundial apesar de ainda termos mais atletas em competição”, completou.

Vítor Félix destacou ainda o sétimo lugar de Teresa Portela em K1 500, elogiando o seu regresso às finais internacionais.

“O Pimenta e a Teresa são os expoentes máximos da melhor geração de sempre da canoagem portuguesa e representam uma grande equipa e os grandes atletas que temos e que fazem com que a canoagem hoje seja uma referencia no desporto português e já seja considerada uma grande potencia canoagem internacional”, concluiu.

o treinador Hélio Lucas considera que as lágrimas do seu pupilo no fim da prova “também são de contentamento”: “O que tínhamos falado ao longo da época é que este seria um ano mais calmo, tranquilo”.

“Praticamente conseguiu cumprir todos os objetivos programados. Nas Taças do Mundo foi ouro e prata. Foi ouro no campeonato da Europa e agora prata no Mundial, batendo o seu melhor resultado de sempre, um feito histórico”, elogiou.

Segundo o treinador, “lágrimas também porque a luta estava centrada na luta com o Josef Dostal, atleta da casa e que envolveu a euforia do publico, e o Pimenta não se apercebeu que na esquerda o alemão subiu rapidamente na ponta final”.

“Ficou ali um bocadinho a sensação de que poderia ter ido mais além. Iniciar o ciclo olímpico melhorando o melhor resultado de sempre do anterior ciclo é entrar com o pé direito para Tóquio2020”, concluiu.

O diretor técnico nacional, Ricardo Machado, considera que Fernando Pimenta “é um verdadeiro campeão” e que “mais do que ninguém, merece esta medalha”.

“A canoagem nacional, os nossos atletas, treinadores e clubes, por tudo o que têm dado ao desporto nacional mereciam ser mais reconhecidos e, principalmente, mais apoiados pelas entidades públicas e também pelas empresas e privados. Temos jovens atletas de muito valor e com mais meios conseguiríamos ainda melhor”, concluiu.

Entre os seus colegas de seleção, destaque para a homenagem de João Ribeiro nas redes sociais: “Vice-campeão do Mundo não chega... Obrigado pelo exemplo. É um gosto enorme competir ao teu lado e poder viver de perto estes momentos... Parabéns campeão...”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.