O ciclista italiano Elia Viviani (Cannondale) venceu esta segunda-feira ao “sprint” a segunda etapa do Critério do Dauphiné, em França, com o canadiano David Veilleux (Europcar) a manter a liderança da prova.

Num dia em que o português José Mendes (Netapp-Endura) integrou a fuga do dia, Viviani foi o mais forte no final dos 191 quilómetros do percurso e cumpriu a distância em 4:39.15 horas, batendo o belga Gianni Meersman (Omega) e o francês Tony Gallopin (Radishack).

Apesar de ter de ultrapassar um percurso com algumas dificuldades, o pelotão chegou praticamente compacto, integrando os principais favoritos e o líder da prova, tendo Veilleux mantido 1.56 minutos de avanço sobre Meersman e 1.57 sobre Gallopin.

O português Sérgio Paulinho (Radioshack) terminou a tirada na 68.ª posição, com o mesmo tempo do vencedor, ocupando o 57.º lugar da geral, a 1.57 minutos do topo.

Já José Mendes, depois de ter estado em fuga, acabou por perder 6.31 minutos e é 87.º da geral, a 8.28 minutos da liderança.

Na terça-feira disputa-se a terceira etapa, entre Amberieu-en-Bugey e Tarare, num percurso de 167 quilómetros, com várias contagens de montanha - duas de primeira categoria, uma de segunda e uma de terceira, esta a poucos quilómetros do final.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.