Nuno Ribeiro garantiu hoje à agência Lusa que Gustavo Veloso continua a ser o líder da W52-FC Porto na 79.ª Volta a Portugal em bicicleta, mas reconheceu que o camisola amarela Raúl Alarcón pode ser o plano B.

Uma semana depois de rejeitar a ideia de que a equipa portista poderia ter um plano B para esta edição, o diretor desportivo da W52-FC Porto admitiu hoje à Lusa que Raúl Alarcón pode assumir esse papel, embora o vencedor das Voltas de 2014 e 2015 permaneça como o chefe de fila.

“A equipa está bem para ganhar a Volta com um dos nossos ciclistas. Neste momento, o camisola amarela é o Raúl Alarcón e temos o Gustavo, que é o líder da equipa. 46 segundos [a diferença entre os dois ‘dragões’] para aquilo que falta da Volta a Portugal é pouco. E temos de estar atentos. Neste momento, o Gustavo é o chefe da equipa. O Raúl está de amarelo, acho que também merece ter a oportunidade dele. Mas o Gustavo continua a ser uma peça fundamental e é óbvio que continua a ser o líder, porque ainda há o contrarrelógio e chegadas difíceis que não sabemos o que vão dar”, explicou.

Nuno Ribeiro recusou apontar o galego Alejandro Marque (Sporting-Tavira), o vencedor da Volta2013, como principal adversário, defendendo que todos os que estão próximos dos seus ciclistas na classificação são alvos a abater.

“Quem está ali, no espaço de dois minutos, ainda está na discussão da corrida. Agora, logicamente que quem vai na frente tem mais vantagem. O Marque é um ciclista a ter em conta para o contrarrelógio e temos o Gustavo que está perto dele. Neste momento, estamos na frente. Eles é que nos têm de ganhar distância. Temos de aproveitar todas as oportunidades que temos para conseguir ganhar tempo aos adversários”, prosseguiu.

O diretor desportivo portista negou também que na Senhora da Graça Gustavo Veloso tenha ficado a policiar o quarto classificado da geral, que está a 35 segundos de Alarcón.

“Não sei se foi esse o caso ontem [terça-feira]. Pelo que sei, o Marque estava a marcar o Gustavo e o Gustavo estava a fazer o papel dele. Quem ficou na roda do Gustavo foi o Marque e não o contrário. Cada um faz a sua estratégia de corrida. O mais importante é nos ganharmos”, concluiu.

A W52-FC Porto tem três homens nos seis primeiros lugares, com Alarcón a vestir de amarelo e Amaro Antunes a ocupar a terceira posição, a 29 segundos do seu companheiro espanhol. O italiano Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) é segundo, a 25 segundos, com Marque no quarto lugar e Veloso no sexto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.