O ciclista uruguaio Mauricio Moreira (Efapel) foi hoje penalizado em 40 segundos pelo colégio de comissários da 82.ª Volta a Portugal, por ter cometido duas infrações referentes a abastecimento irregular na terceira etapa.

Moreira, que foi segundo na etapa a 01.03 minutos do vencedor, o espanhol Alejandro Marque (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), era segundo na geral a 51 segundos, mas a classificação foi retificada pela organização, com o comunicado do colégio de comissários a referir que o uruguaio foi penalizado em 20 segundos por cada uma das infrações que cometeu.

O ciclista da Efapel caiu, assim, da segunda para a sétima posição da geral, estando agora a 01.31 minutos do camisola amarela Alejandro Marque.

Já no ano passado, na edição especial da Volta a Portugal, António Carvalho, também da Efapel, tinha sido penalizado em 20 segundos pelo colégio de comissários por abastecimento irregular na etapa da Torre.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.