A seleção portuguesa feminina de futebol de praia perdeu hoje na estreia da Superfinal da Liga Europeia, por 3-2 ante a Inglaterra, que impôs a sua maior experiência nos momentos decisivos da partida do grupo 1.

Em jogo histórico, por ser o primeiro desta recém-criada seleção, as lusas até começaram mais fortes, contudo não resistiram à consistência das campeãs da Europa em 2017.

Em cima do fim do tempo inaugural, Joana Meira rematou de longe e fez história ao marcar o primeiro golo de sempre da seleção.

No segundo período, Clark igualou aos 21 minutos, antes de Carolina Ferreira, aos 25, devolver a liderança às lusas.

As esperanças portuguesas de provocar uma surpresa tiveram revés duplo ao minuto 32, quando Martin e Clark, no espaço de segundos, operaram a reviravolta para 3-2.

“Fiquei muito satisfeito com a resposta e com o comportamento das jogadoras. Dizem que Inglaterra é a melhor equipa do Mundo, mas nós estivemos na frente do marcador quase o jogo todo. Para quem está com muito pouco tempo de treino estão claramente de parabéns. Baterem-se assim com uma seleção destas não é fácil. Vamos ter um longo caminho pela frente, mas será de sucesso. Em certos lances do jogo, a experiência faz a diferença. Vamos trabalhar para conseguirmos chegar a esse nível também”, disse o selecionador, Alan.

A equipa das ‘quinas’ defronta agora a Suíça na sexta-feira (15:45) e a República Checa no sábado (18:30).

No outro agrupamento competem a Rússia, Espanha, Países Baixos e Ucrânia, sendo que as vencedoras de cada uma das ‘poules’ disputam a final em 12 de setembro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.