Portugal está no Brasil para disputar o Grand Prix. Foi neste país que se disputou o último Mundial de futsal em 2008. Nessa altura, a selecção nacional foi eliminada na primeira fase, com muita polémica à mistura.

Agora num dos mais prestigiados torneios de futsal de selecções, Leitão, em declarações à FPF, afirmou que Portugal quer rectificar a injustiça que ocorreu na última passagem da nossa selecção pelo Brasil: “Nada melhor que um torneio desta qualidade, aqui no Brasil, para que possamos rectificar a injustiça que se passou há dois anos atrás. A Selecção está muito consciente da sua capacidade e pode lutar pelo título neste Grand Prix.”

O jogador do Sporting acredita que esta é uma preciosa oportunidade para Portugal alcançar um grande resultado internacional: “Queremos ganhar mais experiência competitiva e vamos à procura de atingir um grande resultado internacional, na linha do vice-campeonato europeu conquistado na Hungria. Está a faltar Portugal acreditar que pode vencer uma competição importante como esta e nada melhor do que jogar contra os melhores”.

Portugal está inserido no Grupo D com as selecções da Guatemala, Irão e Rússia. O primeiro jogo da formação comandada por Jorge Braz decorre no próximo domingo diante da Guatemala.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.