Portugal passou à final do Europeu de Futsal de 2022 ao vencer a Espanha por 3-2 num jogo épico, com direito a cambalhota no marcador, depois de ter saído para o intervalo a perder por 0-2.

No final do encontro o contentamento era, naturalmente, muito entre treinador e jogadores, como ficou bem patente nas declarações reproduzidas pelo site oficial da UEFA.

Jorge Braz, seleccionador de Portugal: "Foi especial sentir a atitude da minha equipa na segunda parte. Foi muito especial ser treinador hoje. Fiquei extremamente quieto por 20 minutos e quase não disse uma palavra no segundo tempo porque não precisava. Olhei nos olhos daqueles 14 jogadores e pude ver que cada um deles acreditava que isto poderia acontecer: que poderíamos recuperar e vencer a Espanha ."

Zicky, autor de dois dos golos de Portugal: "Não podia estar mais feliz com os meus dois golos e, sobretudo, com a vitória que nos permitiu passar à a final. Esta exibição frente a uma equipa como a Espanha dá-nos uma enorme confiança para o que nos espera. É sempre bom marcar, mas o mais importante é a equipa. Todos nós trabalhámos muito para este resultado e isso é o que me deixa mais feliz. Neste tipo de partidas, qualquer erro paga-se caro e foi o que aconteceu connosco no primeiro tempo. Mas mais uma vez mostrámos a nossa união como equipa e a  nossa vontade de vencer ."

Pany Varela, jogador de Portugal: "Não precisamos de provar nada para ninguém. O que temos é uma ambição gigantesca e esse sentimento não nos permite desistir mesmo quando o resultado está contra nós, como aconteceu esta noite. Esse foi um dos segredos da nossa vitória, mas também a qualidade e a capacidade de fazer as coisas bem que esta equipa tem. Nunca duvidámos de que poderíamos dar a volta ao marcador. Se tivéssemos 1% de dúvida, não seria possível fazer o que fizemos."

Do lado espanhol, obviamente, houve desilusão, mas reconhecimento do mérito de Portugal no triunfo.

Fede Vidal, seleccionador da Espanha: “Claro que não é o que queríamos. Portugal mostrou muita força. Na segunda parte, Portugal subiu de nível, o que não aconteceu no Mundial, quando controlámos todo o jogo. Estamos decepcionados, porque tínhamos o sonho de vencer a competição e isso não vai acontecer ."

Sergio Lozano, jogador da Espanha: "Estamos decepcionados. Acho que fizemos um grande primeiro tempo. Talvez na segunda parte, com a vantagem, não tenhamos jogado como na primeira. Estávamos mais focados na defesa do que no ataque, e esta equipa não sabe fazer isso. Mas também aconteceu porque o Zicky nos empurrou para trás. Temos de aprender com isto ."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.