Em entrevista ao SAPO Desporto, Davi assume que preferia ser campeão no pavilhão do adversário porque isto significaria que a final, à melhor de cinco jogos, ficaria rapidamente resolvida.

«Queria ser campeão no Pavilhão de Loures porque assim já saberíamos que não haveria quarto ou quinto jogo. O objectivo é decidir a final o mais rapidamente possível», assumiu o jogador encarnado.

O Benfica foi o vencedor da fase regular, o que lhe permite disputar o jogo decisivo desta eliminatória no seu pavilhão. No entanto, Davi não considera o factor casa uma vantagem e explica porquê.

«O factor casa não adianta nada porque no ano passado, por exemplo, perdemos dois jogos em casa. O momento do jogo é que interessa. A torcida pode gritar bastante, mas se nós não corrermos não vale de muito», afirmou.

Davi referiu ainda que o grupo «está muito motivado» e que «humildade e concentração» são as palavras chave para a forma de encarar este jogo.

O primeiro jogo da final joga-se este sábado, no Pavilhão da Luz, a partir das 16h30.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.