Até há bem pouco tempo, Jorge Braz era adjunto de Orlando Duarte, agora treinador do Sporting, na selecção nacional. Por isso, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) não teve dúvidas em lhe entregar o comando da equipa vice-campeã da Europa

“É uma enorme honra, um orgulho muito especial e um desafio estimulante ser chamado a exercer as funções de Seleccionador Nacional. Esta responsabilidade acrescida é proporcional à motivação que sinto por poder contribuir para o desenvolvimento do futsal português”, disse Jorge Braz em declarações ao site da FPF.

Para o novo seleccionador, os objectivos “passam por dar continuidade ao trabalho de qualidade que tem vindo a ser feito nos últimos anos”, que culminou no título de vice-campeões da Europa, depois ter terem perdido com a Espanha (4-2), grande potência da modalidade, na final, disputada na Hungria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.