O guarda-redes Edu considerou hoje que Portugal está ciente da responsabilidade que tem no Campeonato da Europa de futsal, que se realizará nos Países Baixos, mas defende que os lusos têm de encarar a prova “jogo a jogo”.

“O grupo está bem e sabe da responsabilidade que tem para este Euro. Fomos os últimos campeões e sabemos a responsabilidade que temos, mas estamos muito focados no nosso trabalho – no dia a dia”, começou por dizer o jogador do Viña Albali Valdepeñas, aos meios de comunicação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Para o internacional luso, o “importante é pensar jogo a jogo, porque todos vão ser muito complicados”, e enaltece a “felicidade, vontade e máxima concentração do grupo”.

Sobre a rivalidade na luta por um lugar na baliza, Edu garantiu que vai “trabalhar no máximo”, lembrando que a escolha final diz respeito ao selecionador.

“Isso já é escolha do mister. Eu sei que vou trabalhar no máximo nestes dias. O André [Sousa] vai fazer a mesma coisa. Acho que qualquer um gostava de ser o dono da baliza da nossa seleção. Mas eu vou estar contente – se jogar vou estar feliz, se ficar no banco vou estar a apoiar o André ao máximo e vou estar feliz na mesma”, justificou.

Ausentes dos trabalhos estão Bruno Coelho e Zicky Tê, por estarem infetados com o coronavírus, e apenas “vão integrar os treinos equipa das 'quinas' durante a segunda fase de preparação, que arranca em 11 de janeiro em Rio Maior.

A formação orientada por Jorge Braz treinou hoje no Pavilhão dos Leões de Porto Salvo e volta a concentrar-se na sexta-feira, a partir das 12:30, no Centro de Estágios e Formação Desportiva de Rio Maior.

O Europeu2022 de futsal disputa-se em Amesterdão e Groningen, nos Países Baixos, de 19 de janeiro a 06 de fevereiro, com 16 seleções divididas em quatro grupos. Os dois primeiros classificados de cada grupo qualificam-se para os quartos de final.

Portugal, que venceu a última edição da prova, em 2018, na Eslovénia, está integrado no grupo A, juntamente com os anfitriões, a Sérvia e a Ucrânia, tendo estreia marcada para 19 de janeiro, diante dos sérvios, antes de defrontar Países Baixos, em 23, e Ucrânia, em 28.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.