Este domingo ficou marcado pelo título de campeão nacional do Sporting conquistado perante o Benfica, mas também pela despedida emocionada do técnico Paulo Fernandes.

Depois de muitos anos ao serviço do clube leonino, Paulo Fernandes foi dispensado e no final do jogo que lhe deu o título nacional, não aguentou a emoção, despedindo-se repetidas vezes dos adeptos que entoaram bem alto o seu nome.

Na sala de conferência de imprensa, o técnico voltou a não conseguir esconder a emoção dizendo que naquele momento ia-lhe na alma um sentimento “agridoce”.

O técnico despede-se como queria e com a sensação de ter feito história no clube leonino: “Esta foi a despedida que eu queria. Ser campeão no campo do adversário. Não me canso de dizer, o Sporting tem 14 títulos nacionais e eu vou sair com 50% deles ganhos enquanto treinador principal, mais quatro enquanto treinador adjunto e dois prémios Stromp como treinador do ano. Acho que deixo qualquer coisa escrita na história deste clube”.

O treinador agradeceu ainda aos seus jogadores e à equipa técnica (Pedro Pinto, Raúl Oliveira e Tiago Melo) que esteve ao seu lado.

Quanto ao título conquistado, Paulo Fernandes considera-o justo: “Foi o jogo menos conseguido de parte a parte, uma equipa ansiosa por ser campeã e outra equipa ansiosa por querer adiar a festa do adversário. Fez-se justiça pelo que fizemos ao longo da época e pelas pessoas que não acreditaram neste grupo e não acreditaram nesta vitória final”.

Paulo Fernandes terminou a conferência de imprensa como a começou, visivelmente emocionado: “Não sei se vocês sabem qual é a sensação de sair da Academia do Sporting e pensar que seria a última vez”.

Veja aqui o vídeo da conferência de imprensa.

O lugar de Paulo Fernandes será ocupado na próxima temporada pelo antigo seleccionador nacional, Orlando Duarte.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.