A Federação Angolana de Futsal (FAFUSA) está sem dinheiro para o pagamento de prémios aos jogadores e treinadores da seleção masculina, pela qualificação para a fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN2016), a disputar-se em abril próximo em Joanesburgo, na África do Sul.

Em entrevista à Angop, o presidente da Federação, Noé Alexandre, disse que com os valores disponibilizados pelo Ministério da Juventude e Desportos estão a ser pagos os empréstimos recebidos de pessoas que serviram para cobrir a deslocação aos Camarões para o jogo da primeira ‘’mão’’, assim como na partida de resposta, em Luanda.

Para já, prosseguiu, tudo está a ser feito para que os prémios destinados aos intervenientes no apuramento sejam liquidados o mais cedo possível.

O dirigente da FAFUSA Indicou que a presença da selecção nacional nos dois jogos de qualificação com a similar dos Camarões foi graças à "teimosia" dos dirigentes, que mesmo sem dinheiro foi feita a deslocação até a Yaoundé com um grau elevado de dificuldades.

Elogiou o apoio recebido das direcções do Ministério da Juventude e Desportos e da Federação Angolana de Futebol (FAF) para que este apuramento fosse um facto.

"Fomos apoiados pelo senhor Ministro da Juventude e Desportos e Cardoso de Lima que se disponibilizaram pessoalmente para o êxito desta qualificação’’ – reconheceu.

Informou, por outro lado, que para a competição que se avizinha, uma entidade privada não identificada prometeu ajudar a Federação em conseguir jogos de controlo para durante a preparação da equipa nacional, visando a competição continental.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.