Ainda não foi desta que a equipa das quinas conseguiu vencer os transalpinos no décimo terceiro jogo entre as duas formações.

Em conferência de imprensa, o selecionador, Jorge Braz, destacou a superioridade nacional mas lamentou a falta de pontaria.

«Fomos superiores em termos de organização e de ambição ofensiva. Mesmo quando eles conseguiram ter posses de bola prolongadas era mais com o objetivo de quebrar a nossa pressão. Foi pena, acho que tivemos oportunidades suficientes para sair com outro resultado», adiantou o técnico.

No balanço final deste estágio, que se traduziu em dois empates com a Itália, Jorge Braz tirou várias coisas positivas: «Em termos de preparação foram mais uma vez três dias e meio de uma produtividade imensa que resultaram numa consolidação da nossa identidade».

A seleção volta a reunir-se em Dezembro para disputar uma fase de grupos de qualificação para o Mundial.

O selecionador assume a «obrigação» de Portugal em vencer o seu grupo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.