Ricardinho juntou-se hoje à “família” da seleção portuguesa de futsal, em Amesterdão, para apoiar a equipa das ‘quinas’ nos quartos de final do campeonato da Europa frente à Finlândia.

O campeão do mundo e da Europa, que alinha nos franceses do ACCS Paris, deixou a seleção lusa após o Mundial de 2021, tendo, em declarações à assessoria de comunicação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), reconhecido a diferença por estar de fora.

“É uma sensação totalmente diferente. Como já disse muitas vezes, não estou a jogar com a família, mas faço parte da família. Estar aqui é um prazer, vou tentar conferir energia positiva, ainda mais, porque aqui vimos todos para somar e não para subtrair”, afirmou Ricardinho.

Ricardinho, de 36 anos, foi seis vezes considerado o melhor jogador do mundo (2010, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018).

A seleção portuguesa, detentora do título europeu, disputa hoje o acesso às meias-finais do Europeu de 2022, frente à Finlândia, em Amesterdão, a partir das 17:00 locais (16:00 em Lisboa).

Nas nove anteriores presenças em fases finais da principal competição continental de seleções, Portugal chegou quatro vezes às ‘meias’, tendo vencido a competição em 2018, sido finalista em 2010 e quarto classificado em 2007 e 2014.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.