O selecionador português de futsal, Jorge Braz, sublinhou hoje a importância de entrar a vencer no Grupo A da Ronda de Elite de acesso ao Mundial2020, na quinta-feira, perante uma Bielorrússia em crescendo.

"O adversário evoluiu imenso em termos de organização, é tranquilo a defender e objetivo a atacar. Vai ser um duelo extremamente competitivo e físico, mas estamos prontos e temos de ser Portugal como costumamos ser: ambiciosos e a jogar com um sorriso de orelha a orelha", frisou o técnico, em conferência de imprensa.

Os campeões europeus nunca perderam nos cinco encontros disputados com os bielorrussos, tendo obtido duas vitórias folgadas (7-1 e 4-1) sob orientação de Jorge Braz, no ‘play-off' de qualificação para o Mundial2012.

"Lembro-me da preocupação em preparar muito bem o primeiro jogo em Minsk. Ao intervalo estava muito justo, mas mantivemo-nos competitivos e tornámos o jogo fácil na parte final. Amanhã [quinta-feira] vai ser muito assim", projetou.

Jorge Braz destacou "momentos muito bons" na preparação repartida entre o Centro de Estágios de Rio Maior e o Pavilhão Desportivo Municipal da Póvoa de Varzim, onde Portugal definiu com como "objetivo claro" derrotar Bielorrússia, Finlândia e Itália.

"São três seleções fortíssimas e ligeiramente diferentes. A Finlândia está a fazer um trabalho fantástico com um selecionador experiente. Já a Itália tem jogadores de enorme qualidade individual, apesar do pouco sucesso nas últimas fases finais", analisou.

Admitindo que o estatuto de campeão europeu "abre mais a pestana" aos oponentes, Jorge Braz deseja que a equipa das ‘quinas' preservem a "motivação" e o "orgulho" resultantes do título conquistado em 2018, enquanto caminham rumo ao Mundial da Lituânia, após superarem Letónia (4-0), Alemanha (5-0) e República Checa (4-1) na Ronda Principal.

Portugal, quarto colocado da hierarquia mundial, estreia-se na Ronda de Elite frente à Bielorrússia (18.ª), na quinta-feira, às 20:30, seguindo-se os embates com Finlândia (23.ª), um dia depois, à mesma hora, e Itália (oitava), no domingo, pelas 17:00.

Os vencedores das quatro séries europeias têm entrada direta na competição agendada para as cidades de Kaunas, Vilnius e Klaipeda, entre 12 de setembro e 04 de outubro, enquanto os segundos classificados discutirão as restantes vagas num ‘play-off'.

Além da anfitriã Lituânia e de outras seis seleções da Europa, também estarão presentes cinco países asiáticos, três africanos, quatro da América do Norte, Central e Caraíbas, quatro sul-americanos e as Ilhas Salomão, campeã continental da Oceânia.

Portugal procura a sexta presença consecutiva no Campeonato do Mundo de futsal, depois das participações em Guatemala2000, onde conquistou a medalha de bronze, Taiwan2004, Brasil2008, Taliândia2012 e Colômbia2016.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.