A seleção portuguesa de futsal procura hoje chegar às meias-finais do Mundial e, pelo menos, igualar o quarto lugar da última edição, tendo pela frente a Espanha, na reedição da final do último Europeu, conquistado pelos lusos.

Depois de sofrer para vencer a Sérvia nos oitavos de final, por 4-3, no prolongamento, Portugal terá a árdua missão de ultrapassar a congénere espanhola, que já conquistou por duas ocasiões o Mundial de futsal, em 2000 (Guatemala) e 2004 (Taipé Chinesa).

O histórico de confrontos entre as duas seleções é amplamente favorável à formação espanhola, que, em 29 encontros, venceu 23, empatou quatro e concedeu apenas dois triunfos à equipa das ‘quinas’, que, contudo, tem uma das vitórias mais ‘saborosas’, no jogo decisivo do Europeu de 2018, realizado na Eslovénia, por 3-2, após tempo extra.

As diferenças têm sido esbatidas nos últimos anos, considerou o selecionador Jorge Braz, na antevisão ao encontro, e, por isso, Portugal parte com ambição de contrariar, uma vez mais, a história e bater o ‘país vizinho’, sendo que os derradeiros embates datam de setembro de 2019, em dois particulares ganhos pela Espanha (1-0 e 2-1).

Portugal terminou o Grupo C na liderança, com sete pontos, resultantes de triunfos a Tailândia (4-1) e Ilhas Salomão (7-0) e um empate com Marrocos (3-3), enquanto a Espanha fez o pleno no Grupo E, derrotando Paraguai (4-0), Japão (4-2) e Angola (4-1), tendo ultrapassado a República Checa nos oitavos de final do torneio, por 5-2.

O duelo ibérico dos quartos de final do Mundial de futsal está agendado para as 17:30 (15:30 em Lisboa), na Vilnius Arena, com arbitragem de Mohamed Hassan (Egito) e de Khalid Hnich (Marrocos). O vencedor defronta, nas meias-finais, Irão ou Cazaquistão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.