Houve saídas, a mais notada foi a de Ricardinho, para os japoneses do Nagoya Oceans, mas o Benfica reforçou-se para ir atrás do título perdido na época passada para o rival Sporting. A Vítor Hugo, guarda-redes, e aos brasileiros Diece e Diego Sol, é comum a palavra “vencer”.

“É o ponto mais alto da minha carreira, todos desejam chegar a um clube grande e eu não sou excepção. Felizmente já tenho muitos nos de primeira divisão, vou-me dedicar ao máximo”, disse Vítor Hugo, ex-guarda-redes da Fundação Jorge Antunes.

Diego Sol veio do Belenenses e para o jogador chegar à Luz “é um sonho realizado” e tal como a restante equipa só pensa em “vencer, vencer, vencer”.

O ala Diece, brasileiro que veio do V&M Minas, está ciente “da responsabilidade” que é chegar ao Benfica, mas tem noção da “capacidade para ajudar a equipa”.

“Prometo determinação, garra e força de vontade e não vou parar um minuto dentro de campo, enquanto não conseguir o que quero, que é a equipa sair vitoriosa”, garantiu Diece, jogador do “top 5 Mundial”, como referiu João Coutinho, vice-presidente para as modalidades, e o substituto do “mágico” Ricardinho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.