Portugal venceu esta quinta-feira, no Pavilhão Municipal da Póvoa de Varzim, a Polónia por 6-2, em encontro da primeira jornada do Grupo 6 de apuramento para o Mundial 2016, que se realizará na Colômbia. Os golos lusos foram apontados por Fábio Cecílio (4’), Tiago Brito (10’), Cardinal (11’ e 20’), Djô (28’) e Ricardinho (34').

Nos primeiros minutos o jogo desenrolou-se ao ritmo de Portugal perante uma Polónia preocupada em jogar mais recuada com níveis de agressividade elevados.

Aos quatro minutos, já se registavam duas faltas para Polónia e numa das cobranças Portugal chegou ao primeiro golo. Bom movimento de Fábio Cecílio do centro para a lateral e, a passe de Cardina, fez o primeiro do jogo.

Perante o que se via parecia previsível o aumentar da contagem. Era uma questão de tempo e assim aconteceu. Aos 10 minutos, Fábio Cecílio rematou cruzado e Tiago Brito apareceu a encostar para o 2-0 ao segundo poste. E logo de seguida foi Cardinal a aumentar para 3-0 através de uma jogada individual em que foi para cima do adversário, driblou-o e rematou para o golo.

A Polónia só a partir daí começou a soltar-se e a criar o perigo que até aí não se tinha visto. Zastawnik proporcionou a primeira defesa a Vítor Hugo. E Kriezel (15’) iria antecipar-se na cobrança de uma reposição lateral de Portugal, partindo para a baliza contrária e fazendo o 3-1.

Os polacos ganhavam confiança, conseguiam explorar as transições rápidas que até aí não tinham surgido, muito por culpa da forma como a seleção lusa controlou o encontro. Mas Cardinal haveria de repor as diferenças, em mais uma boa jogada individual, fazendo o 4-1, resultado com que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte, a seleção lusa não surgiu tão concentrada, e o jogo partiu-se com transições rápidas de parte a parte. O típico estilo de jogo bom para os adeptos mas que os treinadores não gostam.

Zastawnik (27’) voltou a aparecer no jogo e fez o 4-2, mas aí foi tempo de Portugal voltar a mostrar onde está a diferença entre estas duas equipas.

Erro defensivo de Rubik, bem aproveitado por Djô, combinando com Arnaldo, e recebeu depois para fazer o 5-2. Depois foi a vez de Ricardinho aparecer no jogo. Com os bons momentos que já tinha proporcionado no encontro, acabou por finalmente fazer o seu golo e fechar o resultado em 6-2.

Deste modo, Portugal entra nesta fase somando uma vitória e os respetivos três pontos. Recorde-se que para a próxima fase de apuramento seguem as duas primeiras seleções de cada grupo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.