Portugal não evitou ontem a derrota com a difícil equipa do Irão, por 3-5, no fecho do grupo D do torneio Grand Prix, que reúne algumas das melhores selecções de futsal do Mundo. O desaire acabou por complicar as contas lusas, uma vez que a equipa de Jorge Braz caiu assim para o segundo lugar e defronta agora nos quartos-de-final a campeã europeia Espanha.

Os iranianos entraram muito fortes na partida e desde cedo ameaçaram a baliza de João Benedito. Embora Portugal não se tenha intimidado, acabou por sofrer o primeiro golo, aos 14', por Taheri. A resposta não tardou e Joel Queirós fez o empate num remate bem colocado. Contudo, o intervalo chegou com o Irão em vantagem, graças ao golo de Zahmatkesh.

A equipa de Jorge Braz voltou depois do intervalo disposta a recuperar o domínio do encontro, mas voltou a ser surpreendida pela selecção iraniana, que elevou para 3-1 por Hassanzadeh. Com dois golos de vantagem, o Irão assumiu uma postura mais pragmática. Com efeito, Arnaldo até conseguiu reduzir para 3-2 aos 32 minutos, mas no minuto seguinte o Irão 'matou' o jogo com os tentos de Daneshvar e Moghadam. O melhor que Portugal conseguiu fazer foi fechar o resultado em 3-5, com mais um golo, desta feita da autoria de Cardinal.

Com este resultado, a selecção nacional volta a reencontrar a poderosa Espanha, depois da derrota na final do Europeu. O jogo marca uma oportunidade para a equipa das quinas começar a reduzir o saldo extremamente negativo nos jogos com o rival ibérico, já que apenas ganhou um dos 17 desafios disputados, contra 14 triunfos espanhóis.

Portugal e Espanha reeditam mais um derby ibérico esta quinta-feira, às 16h00 (19h00 em Portugal continental), em Anápolis (Brasil). 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.