Portugal, campeão do mundo e da Europa, superiorizou-se durante todo o jogo à seleção balcânica, mas só conseguiu chegar à vantagem perto do intervalo, com um golo de André Coelho, permitindo a igualdade no reatamento, a Ramadani, e só assegurou o triunfo nos últimos 10 minutos, com golos de Erick Mendonça e João Matos.

Na primeira parte, Portugal dominou a quadra, começando a falhar a goleada, num jogo praticamente com sentido único, a partir do minuto inicial, quando Erick Mendonça ensaiou o primeiro remate à baliza defendida por Antonio Petrovski.

O selecionador luso, Jorge Braz, renovou o ‘cinco’ e seguiram-se três ‘tiros’ Fábio Cecílio, um de Tomás Paçó e outro de Pauleta. Pelo meio, o primeiro e único remate da Macedónia do Norte no primeiro tempo, com o capitão Dragan Patrovikj a ‘disparar’, num livre direto, para as mãos do guarda-redes Edu Sousa.

A equipa das ‘quinas’ continuava a testar a resistência balcânica, com as investidas de Pany Varela, aos 17 e 18 minutos, primeiro após um ‘slalom’ sobre o adversário e, depois, com um remate ao lado da baliza, até chegar ao primeiro golo.

André Coelho armou o remate de primeira, em cima da linha lateral direita, após a assistência numa reposição de bola do lado oposto de Bruno Coelho, sofrendo ainda um desvio, em cima da linha de baliza, de Patrovikj, que não conseguiu melhor do que confirmar o golo luso.

A segunda parte ‘começou’ com a igualdade da Macedónia, num remate cruzado de Jakup Ramadani, aos 21, batendo André Sousa, que tinha rendido o ‘titular’ Edu Sousa.

Novamente em igualdade, Portugal voltou a ‘mandar’ no jogo frente à combativa seleção da Macedónia do Norte, sem argumentos para contrariar a forte pressão lusa, que continuava a assegurar uma posse de bola praticamente constante.

Depois de acertar duas vezes no poste, aos 22 e 25, respetivamente com remates de Fábio Cecílio e Afonso Jesus, que, noutro lance posterior, em posição frontal atirou por cima da baliza, Portugal voltou a tomar a dianteira do marcador.

Foi a meio da segunda parte, aos 30, que Erick Mendonça, na recarga após defesa de Petrovski a um remate de Miguel Ângelo, conseguiu recolocar Portugal em vantagem, antecipando-se a Leveski e a fazer passar a bola por cima do guarda-redes macedónio.

Nos últimos minutos, a seleção comandada por Miroslav Todorovski ensaiou um ‘5-4’, assumindo a posse de bola no meio-campo luso, sem efeitos práticos, até que o capitão João Matos fixou o resultado final, em 3-1, num lance de ataque organizado que iniciou, após assistência de Erick Mendonça.

A seleção portuguesa volta a defrontar a Macedónia do Norte, na sexta-feira, novamente em Rio Maior, a partir das 18:45, no último jogo de preparação antes da fase final do campeonato da Europa.

A equipa das ‘quinas’ inicia a defesa do título continental conquistado em 2018 frente à Sérvia, na quarta-feira, no primeiro jogo do Grupo A, no qual vai defrontar ainda os anfitriões dos Países Baixos, no dia 23, e a Ucrânia, no dia 28.

Jogo realizado no Pavilhão Polidesportivo de Rio Maior.

Portugal – Macedónia do Norte, 3-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, André Coelho, 19 minutos.

1-1, Jakup Ramadani, 21.

2-1, Erick Mendonça, 30.

3-1, João Matos, 40.

Equipas:

- Portugal: Edu Sousa, Erick Mendonça, João Matos, Bruno Coelho e Pany Varela. Jogaram ainda: André Coelho, Fábio Cecílio, Zicky, Tiago Brito, Tomás Paçó, Pauleta, Miguel Ângelo, Afonso Jesus e André Sousa.

Treinador: Jorge Braz.

- Macedónia do Norte: Antonio Petrovski, Ivan Krstevsi, Jakup Ramadani, Dragan Patrovikj e Arsovski Gjokica-Djo. Jogaram ainda: Taulant Ismaili, Zoran Leveski, Ismet Ceka, Darko Rangotov e Ferid Agushi.

Treinador: Miroslav Todorovski.

Árbitros: Miguel Castilho (AF Lisboa) e Filipe Duarte (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Nada a assinalar.

Assistência: Cerca de 150 espetadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.