Portugal volta a estar presente na final, depois de ter estado presente no derradeiro encontro do Europeu em 2010 e Ricardinho lembrou que quer muito ajudar a Seleção desta vez, uma vez que não esteve presente nesse Campeonato.

“O que eu penso é naquele troféu que já vi Portugal em 2010. Infelizmente não pude estar presente, mas agora estou cá com esta oportunidade fantástica. Eu não sou a seleção, somos todos. Portugal é Portugal, não é Ricardinho”, sublinhou.

O jogador do Inter Movistar não tem dúvidas de que o público que irá estar na Arena Stozice e a assistir à partida na RTP vai poder ver um encontro de grande qualidade.

“Vai ser um jogo fantástico. Para mim, a Espanha é a melhor seleção do mundo, mesmo não tendo vencido o Mundial. Tem jogadores que jogam na melhor Liga do Mundo e que estão habituados a este tipo de jogos, mas vão encontrar Portugal no seu melhor momento. Estamos todos com muita ambição, muita vontade e bem preparados para não sermos surpreendidos.

É uma final e a Espanha não vai jogar sozinha. Vai jogar contra uma equipa cheia de caráter e vamos tentar, acima de tudo, repetir a vitória que uma vez conseguimos em Espanha e levar o trofeu para Portugal.”

A finalizar, o capitão de equipa destacou o apoio do público luso. “Somos a única seleção que ganhou todos os jogos, sempre a melhorar a nossa prestação. Temos o peso bonito de ter 11 milhões às costas mas também a apoiar-nos.”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.