O Sindicato dos Jornalistas (SJ) repudiou hoje, "em absoluto", a intimidação e abuso verbal de que foi alvo um jornalista do zerozero, salientando que é "fundamental" que o Benfica "condene publicamente" o que aconteceu.

Um jornalista do zerozero foi vítima de agressões verbais por parte da equipa técnica do Benfica, no final do Sporting-Benfica em futsal, mas o clube já contactou o 'site', disse na segunda-feira o diretor do título à Lusa.

Hoje, em comunicado, o SJ "repudia, em absoluto, a intimidação e abuso verbal a que foi sujeito um jornalista do zerozero, após a cobertura noticiosa da final da Taça da Liga masculina de futsal, por parte de elementos da equipa técnica do Sport Lisboa e Benfica".

O sindicato salienta que "é importante que a equipa técnica do referido clube perceba que não são aceitáveis este tipo de ações de intimidação, estas tentativas de condicionar o trabalho dos jornalistas" e é "também fundamental que o Sport Lisboa e Benfica condene publicamente a violência verbal da equipa técnica, garantindo que episódios como este não se repetirão".

O SJ refere que o desporto "deve ser espaço de ética, de 'fair-play', nunca campo para se canalizarem frustrações contra quem está apenas a cumprir o dever de informar", referindo que "o clube já terá admitido junto do zerozero que lamenta o sucedido, mas pela gravidade da situação era fundamental que essas desculpas fossem tornadas públicas".

O Sindicato dos Jornalistas manifesta "solidariedade ao jornalista, quer destacar o seu profissionalismo e a forma como respondeu a um clima de intimidação após um jogo de futsal".

Por isso, "sublinhamos a sua exemplar conduta, que nos faz lamentar que, mais uma vez, seja o mensageiro responsabilizado, insultado e acossado por eventos e acontecimentos de que não foi autor. Não foi o jornalista (ou qualquer jornalista) que esteve na quadra por qualquer equipa, nem este agiu de qualquer forma que não a do costume: fazendo o seu trabalho", remata.

"No final da conferência de imprensa o nosso jornalista fez uma pergunta sobre transição defensiva", num jogo em que o Sporting venceu o clube da Luz por 4-2, e "a equipa técnica que estava na sala foi" ao seu encontro e teve "uma postura intimidatória", resumiu Luís Paulo, o diretor do zerozero, à Lusa na segunda-feira.

De acordo com o órgão de comunicação social, tudo aconteceu no pavilhão da Póvoa de Varzim, "nos momentos que se seguiram à conferência de imprensa de Mário Silva, treinador do Benfica".

O 'site' de informação recorda que "o Sporting venceu por 4-2, conquistou o troféu, mas o lance que está a dar que falar envolveu Taynan, que saiu do banco de suplentes para invadir a quadra e cortar um contra-ataque dos encarnados a cerca de minuto e meio do final, numa altura em que Merlim estava caído com queixas".

Ora, "no final da partida, o zerozero, presente no local, lançou de imediato a crónica alusiva ao encontro" e "na capa da mesma, uma foto de Taynan nos festejos do primeiro golo".

No final do jogo, o treinador do Benfica, Mário Silva, falou na conferência de imprensa, tendo respondido às questões "de forma respeitosa e expondo o seu ponto de vista", lê-se na nota publicada no zerozero.

"No momento em que a conferência de imprensa terminou e as câmaras se desligaram, o 'staff' técnico do Benfica, que se colocou no fundo da sala de imprensa, abordou o jornalista do zerozero no local e exigiu justificações sobre o porquê da foto de capa pertencer a Taynan, o jogador envolto na polémica e que foi, inclusive, apelidado de 'vândalo' e 'batoteiro'", relata o 'site'.

O jornalista tentou explicar o porquê da foto - "e foi exatamente essa que o zerozero tentou passar aos adjuntos de Mário Silva, que não se mostraram particularmente interessados em ouvir".

Entretanto, o técnico, "que já se dirigia para a saída, ao aperceber-se do que se passava no fundo da sala, parou junto à porta e juntou-se ao ataque verbal", aproveitando a situação para "proferir frases como 'por isso é que fizeste aquela pergunta falaciosa', 'promoveste um batoteiro' ou 'tens mau caráter'", relata o zerozero.

O órgão de comunicação social destaca ainda a "postura correta do assessor de imprensa do Benfica, Rui Mendes, que desde o primeiro sinal de confusão procurar serenar os ânimos e retirar a equipa técnica das águias do local".

O jornalismo "atravessa dias decisivos e o zerozero continuará a tratá-lo com o cuidado que este nos exige. Sempre a pensar nos nossos milhares de leitores", conclui.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.