Depois da emocionante partida de ontem que apenas foi decidida nos penáltis, os dois rivais voltam hoje a jogar entre si, no quarto jogo da final.

O Sporting parte este encontro com muito mais margem de manobra do que o seu adversário e sem qualquer tipo de pressão em cima. Em caso de vitória, os leões sagram-se já hoje campeões nacionais de futsal, mas se forem derrotados, têm ainda o quinto jogo em sua casa para se redimirem.

Ao Benfica só interessa mesmo a vitória para que mantenha assim a final em aberto.

Neste quarto encontro são alguns os factores que poderão definir o jogo. Após a “maratona” de futsal que se assistiu ontem e tendo em conta os minutos que os jogadores do Benfica já levam nas pernas em toda a temporada, poderemos assistir a uma quebra física por parte da equipa da casa, caso o encontro volte a ser discutido até à última.

No entanto, o orgulho ferido por ter perdido em sua casa e perante os seus adeptos e o facto de o Benfica, como diz sempre o seu treinador, “nunca perder dois jogos seguidos”, poderão dar uma motivação extra aos jogadores encarnados que leve ao esquecimento do cansaço físico acumulado.

André Lima já avisou que “o título não está entregue e nem para lá caminha ainda”, prometendo que os seus jogadores hoje vão “surgir fortes” e irão dar uma boa resposta em campo.

Do lado do Sporting, Cardinal garante que os leões estão “muito melhores do que os jogadores do Benfica física e psicologicamente” e espera por isso “conquistar o título nacional” já este domingo.

Sporting e Benfica jogam este domingo, a partir das 17 horas, no pavilhão da Luz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.