O SAPO Desporto entrevistou os treinadores da primeira divisão de futsal para perceber quais os objetivos delineados para esta temporada.

O Sporting parte para esta competição como o objetivo de somar o tri-campeonato. Já o Benfica de Paulo Fernandes quer recuperar o estatuto que teve no passado, tendo começado essa tarefa com a conquista da Supertaça.

Este campeonato fica ainda marcado por sete equipas recém-promovidas, devido à desistência de três formações (Boticas, F. J. Antunes e Instituto D. João V).

Treinador Sporting, Orlando Duarte: «O próximo momento decisivo que vamos ter é a ronda de elite da UEFA Futsal Cup, pois queremos atingir novamente a final-four. Depois então a taça de Portugal e o campeonato com o play-off. A nossa preocupação não é a fase regular.»

Treinador Benfica, Paulo Fernandes: «O nosso grande
objetivo é ganhar o campeonato nacional. Neste momento recuperámos a confiança
perdida e agora é aproveitar esta fase muito boa em que nos encontramos. (declarações Benfica TV).»

Treinador Belenenses, Alípio Matos: «Demos um passo atrás. Este é um ano zero e o objetivo é consolidar a equipa nos anos seguintes. Esperamos que dentro das nossas limitações possamos fazer um campeonato digno.»

Treinador Freixieiro, José Vasconcelos: «O Freixieiro quer marcar presença no play-off, é o nosso grande objetivo. Vamos pensar jogo a jogo, mas cientes da qualidade que temos e do trabalho que temos vindo a desenvolver.»

Treinador Fundão, Joel Rocha: «O nosso objetivo enquanto clube é tentar sustentar o futsal do Fundão na primeira divisão e chegar ao play-off. Dentro dos lugares do play-off queremos andar o mais acima possível.»

Treinador Modicus, Bruno Ferreira: «Independentemente da alteração da última hora no comando técnico, estamos com perspetivas de fazer um bom campeonato e atingir o play-off. Foi uma surpresa para mim como adjunto passar a liderar a equipa nesta altura e até para os jogadores, mas tudo se mantém igual.»

Treinador AMSAC, Davide Sousa: «Os nossos objetivos passam pela manutenção. Vamos tentar ganhar o máximo de jogos possíveis. Se pudesse escolher, na primeira jornada defrontava o Sporting e na segunda o Benfica para ficar já despachado.»

Treinador Académica (recém-promovido), Tó Coelho: «O nosso objectivo está bem definido. Tentarmos ficar nos oito primeiros para assim acedermos ao play-off.»

Treinador SC Braga (recém-promovido),  Pedro Palas: «Mantivemos a espinha dorsal e temos reforços com qualidade. Apontamos claramente ao play-off. Estamos a trabalhar com ambição de fazer parte dos oito primeiros.»

Treinador SL Olivais (recém-promovido), Luís Alves: «Já tenho experiência suficiente para não estabelecer objetivos nestas condições, pois a equipa mudou muito e temos várias atletas jovens. Vamos ver jogo a jogo como a equipa reage.»

Treinador Boavista (recém-promovido), Alberto Melo: «Os objetivos passam pela manutenção. Não podemos aspirar a muito mais até porque somos uma equipa que acabou de subir.»

Treinador Operário (recém-promovido), Roger Augusto: «Este é um clube humilde e trabalhador. O objetivo passa pela manutenção. O campeonato é muito longo e vivemos um dia de cada vez.»

Treinador Leões Porto Salvo (recém-promovido), Ricardo Lobão: «O objetivo é o play-off. Nós acreditamos na qualidade do nosso trabalho e achamos que será um objetivo alcançável.»

Treinador Loures (recém-promovido), José Feijão: «O Loures vai lutar pela permanência na primeira divisão. O principal problema passará pelos jogadores habituarem-se à primeira divisão com rotinas e intensidade de jogo diferentes.»

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.