O ala Tiago Brito considerou hoje que Portugal está preparado, física e taticamente, para vencer a República Checa, na dupla jornada de qualificação para o Europeu de futsal, no sábado e na terça-feira, na cidade polaca de Lodz.

“A República Checa é uma equipa extremamente competitiva, muito forte defensivamente, mas certamente estaremos preparados, não só em termos físicos, mas também táticos, para podermos vencer”, analisou o internacional português.

No dia em que a equipa das ‘quinas’ viaja para Lodz, palco ‘neutro’ dos jogos devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19, Tiago Brito fez a antevisão, em declarações à assessoria de comunicação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

“Vão ser dois jogos extremamente competitivos e difíceis, mas temos noção do que fazer e a forma de como nos preparar para podermos conquistar duas vitórias. Neste momento temos de nos focar apenas no primeiro jogo… no momento”, considerou.

O jogador do Benfica disse também encontrar semelhanças entre a República Checa e a Polónia, adversário com o qual Portugal empatou em casa e venceu fora, no arranque do apuramento do grupo 8.

“São duas seleções onde os jogadores são muito fortes fisicamente, mas com alguma dificuldade em termos de agilidade e velocidade. Acho que isso pode ser um ponto que favorece o jogo de Portugal. O ritmo a imprimir no jogo vai ter de ser alto para podermos conseguir libertar espaços na defesa contrária”, disse.

Para Tiago Brito, o facto de os jogos serem fora não é relevante, lembrando que a ausência de público retira essa importância, com o jogador a garantir que todo o grupo “está confiante”.

Hoje, a seleção realizou o último treino em Portugal, no Pavilhão dos Leões de Porto Salvo, a ‘casa’ da equipa nos últimos dias, antes de seguir viagem, da parte da tarde, para Lodz, onde chegará já de noite.

As seleções de Portugal e República Checa defrontaram-se por oito vezes, com os checos a vencerem somente uma vez. Nos dois primeiros desafios da qualificação, ante a Polónia, Portugal empatou 2-2, em Mafra, e, posteriormente, ganhou por 3-0.

Os oito vencedores dos grupos e os seis melhores segundos classificados juntam-se aos anfitriões Países Baixos na fase final do Europeu, entre 19 de janeiro a 06 de fevereiro de 2022, enquanto os restantes dois segundos classificados disputam um ‘play-off’, de 14 a 17 de novembro de 2021, para definir a outra vaga.

Na campanha de apuramento, Portugal, campeão europeu em título, ainda defrontará no grupo 8, a Noruega, num duplo compromisso em abril, com os noruegueses a disputarem ambos os jogos fora, devido à pandemia de covid-19.

Após duas jornadas, a República Checa lidera o grupo, com seis pontos, seguida de Portugal, com quatro, e da Polónia, com um, enquanto a Noruega tem zero pontos, por ter falhado os dois jogos em casa dos checos e ter sido penalizada com duas derrotas por 5-0.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.