Os golfistas portugueses Ricardo Melo Gouveia e Stephen Ferreira iniciaram hoje o Limpopo Championship, primeiro torneio da temporada do Challenge Tour, com uma volta de 73 pancadas, uma acima do Par 72 do Euforia Golf Club.

O profissional natural de Lisboa, Melo Gouveia, completou a ronda inaugural com três ‘bogeys’ (uma pancada acima), nos buracos 1, 2 e 18, e dois ‘birdies’ (uma abaixo), nos 3 e 11, e colocou-se provisoriamente no grupo dos jogadores que partilham o 93.º lugar, entre os quais o compatriota Ferreira.

“Senti-me um pouco fora de ritmo e com fraco aproveitamento nos ‘shots’ de 120 metros para dentro. O campo também não é fácil, pois está com os ‘fairways’ bastante secos e os ‘roughs’ muito inconsistentes e altos, o que torna os ‘tee-shots’ muito importantes”, explicou Melo Gouveia, em declarações à Lusa.

Apesar de admitir que “foi o pior resultado que podia ter feito com uma exibição que nem foi má”, o jovem, de 29 anos, acredita ter deixado hoje “muitos ‘birdies’ no campo e ainda ser possível de recuperar” e passar o ‘cut’ entre os 60 primeiros e empatados.

Tal como Ricardo Melo Gouveia, que voltou a competir ao fim de cerca de seis meses, Stephen Ferreira, nascido no Zimbabué, mas descendente de um avô materno português, entregou um primeiro cartão com 73 ‘shots’ (+1), também na sequência de três ‘bogeys’ (7, 11 e 16) e dois ‘birdies’ (12 e 13).

O Limpopo Championship, dotado de cerca de 170 mil euros, era liderado pelo sul-africano Daniel van Tonder, com 66 pancadas, seis abaixo do Par, quando a prova foi suspensa devido à falta de luz natural.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.