O golfista português Ricardo Santos, que milita no European Tour, encerrou a sua participação no Betfred British Masters no 43.º lugar no traçado de The Belfry (Par 72), onde o inglês Richard Bland se sagrou campeão.

O profissional algarvio completou as quatro voltas do torneio com 286 pancadas (73+70+70+73), duas abaixo do Par, depois de entregar um último cartão com três ‘bogeys’ (nos buracos 1, 7 e 12) e dois ‘birdies’ (10 e 13).

“Joguei de forma razoável, mas foi um dia complicado e em que poucas coisas correram bem. Esteve chuva, o campo estava bem mais difícil, mais comprido e os ‘putts’ não entraram. Além disso, senti-me cansado, pois já levo cinco semanas consecutivas a jogar, e foi uma grande luta mental, sobretudo porque também comecei mal, mas consegui lutar até ao fim”, confessou Santos, de 38 anos, à Lusa.

Em oito torneios do European Tour disputados esta época, Ricardo Santos só falhou o ‘cut’ em dois, no Gran Canária Open e no Tenerife Open, e tem como melhor resultado a 28.ª posição no Áustria Open.

Ao fim de cinco provas consecutivas no Circuito Europeu, o jogador natural de Faro, como não tem acesso ao PGA Championship, segundo ‘major’ da temporada, vai regressar a Portugal para descansar e treinar durante as próximas duas semanas, optando por não jogar o Made in HimmerLand, na Dinamarca.

O inglês Richard Bland, por sua vez, despediu-se do The Belfry de forma imaculada, sem ‘bogeys’ e com seis ‘birdies’, e, após subir 11 lugares no ‘leaderboard’, com um agregado de 275 pancadas (-13), conquistou o título no primeiro buraco do ‘play-off’, disputado com o italiano Guido Migliozzi.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.