O FC Porto perdeu com o Óquei de Barcelos por 5-4, com o golo da derrota a ser marcado já para lá do apito final, após decisão polémica dos árbitros do encontro. A vitória permite a equipa de Barcelos recuperar o segundo posto do Nacional da Primeira Divisão, perdida para o Sporting. O jogo, da 14.ª ronda, acabou com a Polícia na quadra.

Tudo aconteceu no último lance do jogo, no último segundo, quando o marcador assinalava um 4-4. Gonçalo Alves disputou uma bola com Alvarinho, o jogador do Óquei Barcelos acabou no chão, sem que seja possível ver qualquer contacto entre ambos. A dupla de arbitragem formada por Sílvia Coelho e Rui Torres mostrou cartão azul ao jogador do FC Porto e marcou livre direto, já depois do tempo ter esgotado. Aproveitou Miguel Rocha para bater o guardião Xavi Malian e dar a vitória à sua equipa.

"No último lance, que dá a vitória ao Óquei de Barcelos, as imagens demonstram claramente que o nosso jogador não chega a tocar num adversário que se atira ao chão de forma óbvia. É isso que dá a vitória. Com dois árbitros é inacreditável que não se vejam estes lances", protestou Ricardo Ares, treinador do FC Porto.

Os jogadores do FC Porto protestaram e muito com os árbitros, o que levou a entrada da Polícia de Segurança Pública na quadra para acalmar os nervos.

Este não foi o único lance protestado pelo FC Porto. Os Dragões pediram penálti numa queda de Carlo Di Benedetto na área contrária mas os árbitros assim não entenderam.

"Os jogadores sentem-se roubados, porque foi isso que aconteceu. Estava em jogo o trabalho diário de muitas pessoas. Parece que querem que o FC Porto não ganhe. Não me lembro de algum dia ter visto uma arbitragem assim. Houve vários lances demasiado evidentes, principalmente um em que o Carlo Di Benedetto entra na área contrária e um jogador adversário atinge-o nos dois braços com uma stickada à altura da cintura. Era lance para penálti e cartão azul, obrigatoriamente, mas não assinalaram nada", criticou o treinador do FC Porto.

Miguel Rocha (2), Alvarinho (2) e Luís Querido marcaram para o Óquei de Barcelos, Rafa, Di Benedetto, Xavi Barroso e Gonçalo Alves fizeram os golos do FC Porto.

Esta foi a 11.ª vitória do Óquei de Barcelos na prova, onde são segundos com menos um ponto que o FC Porto. Para os Dragões, que mantém a liderança com 34 pontos, foi a segunda derrota, num jogo onde estiveram a vencer por 2-0, 3-2 e 4-3. O Sporting é terceiro com 31 pontos mas menos um jogo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.