O hóquei no gelo é a mais recente modalidade a integrar a Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP), que pretende agora construir uma pista permanente no país e criar competições internas.

A FDIP foi aceite como membro associado da Federação Internacional de Hóquei no congresso mundial realizado entre 17 e 19 de maio, em Copenhaga, Dinamarca.

O presidente da federação, Pedro Farromba, diz que este passo resulta da candidatura feita em junho do ano passado e de um longo trabalho de preparação. O próximo passo é o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) validar a alteração dos estatutos da FDIP, já com a inclusão do hóquei no gelo.

"A partir daí vamos debruçar-nos sobre todos os cenários que temos estado a estudar e vamos começar a afinar o que poderá ser o cenário mais desejável para podermos conseguir o pavilhão de gelo em Portugal", sublinha Pedro Farromba, em declarações à agência Lusa.

O dirigente diz serem várias as possibilidades equacionadas para concretizar essa intenção e frisa que o local, como tudo o resto, "está em aberto". Segundo Pedro Farromba o espaço pode servir outras modalidades e também para outros eventos além dos desportivos.

"A ideia passa por integrar a modalidade na forma de trabalho da federação, criar um quadro competitivo e, espero eu, a curto/médio prazo, podermos ambicionar termos uma pista de gelo permanente em Portugal", reforça.

Segundo o presidente da FDIP, existem neste momento cerca de 50 praticantes em Portugal, que treinam em patins com rodas e vão jogar a Espanha. Alguns desses atletas fazem parte da equipa nacional que em setembro de 2017 conquistou a primeira vitória internacional de Portugal, ao derrotar a formação de Andorra.

"Queremos integrar estes que já têm esse trabalho feito. Depois há que trabalhar na divulgação, para começarmos a ter atletas mais jovens e escalões jovens, como fazemos nas outras modalidades. Se conseguirmos agarrar pessoas que têm essa vontade, começarmos a trabalhar com atletas mais jovens, para podermos vir a ter futuro na modalidade, acho que temos todas as condições para vir a ter muitos e ótimos praticantes de hóquei no gelo", enfatiza Pedro Farromba, em declarações à agência Lusa.

A FDIP conta agora, para além do esqui, do snowboard, do curling e do luge, estas duas últimas desde o ano passado, com mais uma disciplina, o hóquei no gelo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.