O selecionador nacional de hóquei em patins, Renato Garrido, destacou hoje a importância de começar bem o Europeu, assegurando que Portugal está preparado para um campeonato “duro” no Pavilhão Multiusos de Paredes, a partir de segunda-feira.

“Estamos no bom caminho, com o empenho grande de todos, e queremos dar continuidade em Paredes ao trabalho iniciado no estágio no Luso”, disse o selecionador aos jornalistas, durante a segunda fase do estágio que hoje terminou em Paredes, palco da competição.

A dois dias do início do Europeu, Renato Garrido apontou o foco ao jogo inaugural, frente à Alemanha, no dia 15, considerando “importante começar bem”.

“Os primeiros jogos são sempre fundamentais, ainda por cima num campeonato duro e sem pausas como este”, sublinhou o técnico, referindo-se ao formato da prova, que coloca todos contra todos, a que acresce este ano um dia extra para a final.

Renato Garrido insistiu no tema e lembrou que “muda bastante” e obriga a “alguns acertos” disputar uma competição internacional com a época em curso, esperando que o ‘espírito de família’ que funcionou como uma mais-valia no Mundial de Barcelona (Portugal bateu a Argentina na final de 2019, após grandes penalidades) prevaleça agora no Europeu.

“Os nossos jogadores têm muita experiência de clubes e seleções e estão bem preparados, mas vai ser duro. Portugal, além da Espanha e Itália, que se apresentam com selecionadores novos, são crónicos candidatos, mas a França está a crescer. Tem jogadores a disputar os melhores campeonatos e um dia vai surpreender”, afirmou Renato Garrido.

Portugal vai tentar resgatar o título europeu perdido na Corunha, para a Espanha, em 2018, no ano em que a competição regressa a Portugal. Para o Europeu em Paredes, o combinado luso leva também o embalo do bom momento que se vive na modalidade, depois do título mundial conquistado em 2019.

“Lido bem com o favoritismo e até estamos preparados para estar presentes na final [Europeu]”, revelou o selecionador, a quem só falta no currículo o título de Campeão da Europa de seleções.

Renato Garrido disse, a propósito, ser necessário continuidade na conquista de títulos para se ganhar a ‘eternidade’.

“Nós fomos campeões do mundo, mas não somos os melhores do mundo. Temos valores para tal, mas, para isso, é preciso dar continuidade aos títulos”, concluiu.

Na última semana do estágio de preparação, já em Paredes, equipa lusa realizou e venceu dois particulares, um diante da AD Valongo, da principal liga portuguesa de hóquei em patins, por 2-1, e, mais recentemente, na sexta-feira, frente à concorrente no Europeu França, por 3-1.

A 54.ª edição do Campeonato da Europa vai realizar-se em Paredes, no Multiusos, entre os dias 15 (segunda-feira) e 20 (sábado).

Para além de Portugal, a prova vai contar com a participação da Alemanha (primeiro adversário de Portugal, dia 15), França (16), Itália (17), Espanha (18) e Andorra (19). Todos os jogos de Portugal realizam-se às 21:45.

O dia 20 está reservado à final, que juntará os dois primeiros classificados apurados no formato de campeonato.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.