João Rodrigues liderou a comitiva da seleção portuguesa de hóquei em patins que foi condecorada pelo Presidente da República esta terça-feira, no Palácio de Belém.

No final da cerimónia, o capitão da seleção campeão da Europa falou aos jornalistas sobre a condecoração e sobre o título conquistado em Oliveira de Azeméis, em que Portugal bateu a Itália por 6-2 na final, depois de ter ido para o descanso a perder por 2-0.

"Ao intervalo estávamos numa situação a que nunca tínhamos sido sujeitos, nunca tínhamos estado a perder e foi complicado. Superamos tudo com uma enorme crença e espírito de família. Vai ficar sempre na memória", contou o hoquista que represente ao Benfica.

Na cerimónia de condecoração com o grau de comendador da Ordem do Mérito, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, fez questão de frisar que todos os campeões merecem a mesma consagração até porque, sublinha, não há modalidades de primeira, segunda ou terceira. Palavras que caíram bem em João Rodrigues.

"Gostei de ouvi o Presidente dizer que não há desportos de primeira ou segunda. Aquilo que conseguimos jamais será esquecido. Mais do que o ano do hóquei em patins, este é o ano do desporto nacional", comentou João Rodrigues aos jornalistas presentes no Palácio de Belém.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.