Uma semana depois de ter ficado fora da final-four da Liga Europeia, por 'culpa' do FC Porto, o Benfica sai da Taça de Portugal pelas mãos do mesmo rival. O técnico Pedro Nunes garante, todavia, que os encarnados vão bater-se até à última pelo título nacional.

Momentos
"O 3-1 e o 4-1 foram os momentos do jogo. Hoje foi um jogo mais real. Primeira parte muito equilibrada, em que o Benfica saiu para o intervalo por cima. Na segunda parte as equipas entraram encaixadas, houve muitos ataques organizados até ao fim dos 45 segundos, mas depois houve o 3-1 e o 4-1, duas bolas paradas, que nos penalizariam muito."

Desespero
"Depois foi um Benfica mais em desespero do que em consciência e critério. Saio daqui satisfeito com a atitude e a postura dos jogadores e com alguns bons momentos dentro de pista. Nunca senti o Benfica inferior ao FC Porto. Não há vitórias morais, mais um objetivo não atingido, mas contem connosco na luta pelo título nacional."

Arbitragem
"A arbitragem não seguiu o mesmo critério na segunda parte. Foi o protagonismo do costume e por isso digo que o 3-1 e 4-1 foram os lances chave".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.