A selecção angolana de sub-20 iniciou "da pior forma" a 14ª edição do Torneio Internacional de Hóquei em Patins denominado José Eduardo dos Santos, ao perder diante do Sporting de Portugal, por 0-2, em jogo de abertura da prova, disputado hoje,sexta-feira, no pavilhão anexo da Cidadela, em Luanda.

Caracterizado pelo equilíbrio, principalmente até a primeira parte em que o resultado estava em branco, já na segunda etapa veio ao de cima a maior experiência e traquejo competitivo da equipa leonina, que inaugura o marcador por intermédio do jogador Rodrigo Campelo.

Apesar da desvantagem, a formação angolana continuou a dar a réplica necessária, mas, sem conseguir concretizar as suas intenções, sendo contrariado com o ampliar do resultado por parte do adversário, num forte remate a distância do hoquista Rafael Lourenço, sem hipóteses de defesa do guarda-redes Pedro Mateus.

Ainda com muita luta, já na fase derradeira, os caseiros desperdiçam a oportunidade de rubricar o golo de honra, ao falharem um penalte à castigar a falta dos portugueses em plena área sobre um oponente.

A execução imperfeita coube ao angolano Nelson Mutepe, numa situação idêntica também mandou a bola para lado contrário, em acção protagonizada pelo português Manuel Coimbra.

Com este resultado diante da turma do treinador João Baltazar, o combinado nacional, também orientado pelo português Nuno Resende, inicia mal a competição alusiva ao 73º aniversário do Chefe de Estado angolano, que se assinala no dia 28 de Agosto.

A selecção nacional também se prepara para participar no Mundial da categoria, a disputar-se de 19 a 26 de Setembro, em Vilanova, Espanha.

Quanto a outra partida da noite, a equipa do 1º de Agosto também foi derrotada pelo Benfica de Lisboa, por 2-3, num desafio bastante renhindo, em que os visitantes tiveram de se empenhar a fundo para ultrapassar a formação militar, com golos de Carlos Louco e Anderson Silva, por parte dos anfitriões, e dos portugueses João Sorto, Tiago Godinho e André Eduardo.

O torneio, aberto pela vice-governadora de Luanda, Jovelina Imperial, acompanhado do presidente da Federação Angolana de Patinagem (FAP), Carlos Alberto Jaime Pinto “Calabeto”, prossegue sábado com a selecção nacional a enfrentar o 1º de Agosto (17h00) e depois o Sporting de Portugal o Benfica de Lisboa (18h45).

Para domingo, o Sporting de Portugal encerra frente ao 1º de Agosto (17h00) e Angola cruza com os encarnados de Lisboa, no último encontro, previsto para 19h00.

O evento está a decorrer no sistema todos contra todos a uma volta, sendo que o regulamento prevê que todas as partidas deverão terminar em vitórias, devendo em caso de empate recorrer-se a um prolongamento com duas partes de cinco minutos cada, se a igualdade persistir haverá marcações de grandes penalidades. Se este episódio repetir-se na final do torneio valerá o jogo entre si.

Os encontros têm a duração de 40 minutos, subdivido em dois períodos de 20 cada. A vitória vale 3 pontos, empate um e a derrota 0. As quatro formações receberão taças e medalhas de participação.

O troféu "Zé Du"realiza-se desde 1994, sendo o Juventude de Viana, com quatro títulos (1994,2004,2007,2010), o que detém maior número de conquistas, seguido da Selecção de Angola com três (2003,2012 e 2013), Liceu de la Coruña de Espanha vem em terceiro com dois (2006 e 2009). Seguem-se depois quatro clubes com um cada, nomeadamente Juventude de Viana de Portugal (2005), Benfica de Lisboa (2008), Selecção Mundial (2011) e Académica de Luanda, detentora da taça.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.