Declarações após o encontro Espanha-Portugal (5-3), da final do Campeonato da Europa de hóquei em patins feminino:

- Hélder Antunes (treinador de Portugal): “A Espanha entrou melhor no jogo e foi mais eficaz. Penso que se dividirmos o jogo em duas partes, Espanha foi superior na primeira e Portugal na segunda, em que jogou olhos nos olhos.

Não tivemos o mesmo índice de aproveitamento da Espanha, já que criámos oportunidades na segunda parte para podermos virar ou levar o jogo ainda a prolongamento.

Temos de estar orgulhosos da forma como acreditámos e lutámos, porque não é fácil estar numa final com quatro golos de desvantagem e acreditar que podemos mudar o resultado.

Se há coisa que ninguém pode dizer o contrário é que a equipa entrou na segunda parte completamente crente que ia virar o resultado e ir a prolongamento.

Estamos de cabeça levantada e há que trabalhar ainda mais para que da próxima vez o desfecho seja a nosso favor”.

- Ricard Muñoz (treinador de Espanha): “O mérito da final é das jogadoras. São elas que competem e trabalham com muita humildade e o mérito é todo seu.

No meu caso, tento acompanhá-las e guiá-las da melhor maneira.

Tínhamos muito claro as coisas a fazer, já que sabíamos os pontos fortes e as debilidades de Portugal.

Na primeira parte executámos o plano perfeitamente, conseguindo aquela diferença no marcador, e evidente que Portugal, que tem um nível muito alto, nos apertou e dificultou e tivemos de sofrer.

Tive confiança totalmente nas jogadoras e na guarda-redes no controlo do jogo mesmo que Portugal chegasse ao quarto golo”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.