Fernando Pimenta tem concorrência forte em Portugal no que toca a hegemonia lusa na canoagem internacional, pois a Nelo domina os caiaques de competição e a Memosoft controla todo o sistema de gestão das provas.

"Significa que cada vez mais a canoagem portuguesa tem ascendência e predominância na canoagem mundial, conhecida também pelas boas organizações desportivas, como esta", congratula-se o presidente da Federação, Vítor Félix, à margem dos Mundiais que decorrem até domingo em Montemor-o-Velho.

Em declarações à Lusa, o dirigente garante que "tudo o que Portugal faz na canoagem é de excelência", pelo que, acredita, "no futuro haverá também mais membros nas altas instâncias de decisão internacionais da modalidade".

"Temos uma fantástica seleção, da qual o Pimenta é a maior referência. O maior construtor mundial de caiaques de competição é orgulhosamente português, o Nelo. E temos a empresa que gere toda a gestão das competições e que é contratada pelas maiores provas da Europa e do mundo", completou.

Mário Santos, seu antecessor na presidência, é o responsável internacional da especialidade de canoagem de mar, João Botelho está na comissão de caiaque-pólo e José Carlos Sousa na de maratonas.

"Que a excelência da Nelo inspire outros portugueses a destacar-se em diferentes áreas. A canoagem nacional evoluiu muito na última década e estamos orgulhosos por termos sido decisivos, a vários níveis, nesse processo", assume Manuel Ramos, o ‘Nelo’ de Vila do Conde.

O empresário, que foi vítima de um recente sismo na Indonésia, num incidente no qual partiu um braço e sofreu várias outras lesões no corpo, destaca no seu sucesso a importância da "visão de futuro, planeamento e ousadia", revelando que já está a trabalhar para os Jogos Olímpicos Paris2024.

No Rio2016, a Nelo conquistou 27 medalhas das 35 possíveis.

A Memosoft de Gondomar é responsável por toda a gestão da parte desportiva da competição, desde a inscrição, geração das grelhas de partida e resultados, passando pelo ‘photo-finish’, gráficos de televisão e um conjunto de outras valências como o serviço de organização logística de voos, estadias e transportes para as equipas.

"Temos levado o conhecimento português, consubstanciado em investigação e com o contributo das nossas universidades, às provas mais importantes do Mundo", congratula-se o empresário Rui Mendes.

O sócio Marcos Oliveira destaca o facto de o "desenvolvimento das soluções ser 100% nacional".

Elly Muller, responsável da Associação Europeia de Canaogem por todas as organizações Europeias, destaca a "competência, inovação e profissionalismo do projeto português", considerando-o o seu serviço "ímpar em termos internacionais".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.