A canoísta Beatriz Fernandes sagrou-se hoje campeã mundial júnior de maratonas C1, em prova disputada no Rio Lima, em Ponte de Lima.

Semanas depois de conquistar o ouro em C1 200 metros, em regatas em linha, nos Mundiais da Hungria, Beatriz Fernandes, agora a competir na sua terra natal, voltou a mostrar o seu valor emergente na canoagem, impondo-se com distinção no trajeto de 11,8 quilómetros.

A canoísta, que atacou em fase ainda prematura, fez quase toda a prova sozinha, terminando em 01:09.06 horas, batendo a ucraniana Anastasia Dezhytska por 1.39 minutos e a compatriota e conterrânea Ana Pereira por 3.21.

No final Beatriz Fernandes estava muito feliz por ter conseguido juntar dois títulos mundiais.

“Significa que o trabalho de toda a época compensou, apesar dos meus treinos não serem para esta vertente. Estou super feliz por ser campeã do mundo dos 200 metros e das maratonas, os dois extremos. É espetacular”, afirmou a canoísta.

Nos Mundiais da Hungria, no início de setembro, Beatriz Fernandes tinha sido ainda bronze em C1 1.000 metros e prata em C2 500 misto com Martim Azevedo.

Ana Pereira veio a discutir o bronze com a italiana Francesca Vigorito, a quem passou, definitivamente, na última portagem, um percurso de cerca de 100 metros em terra, em que as competidoras carregam o seu caiaque.

Ainda hoje, destaque para a prova sénior de 'short race', na qual José Ramalho defende o título mundial, numa regata em que vai ter a companhia de Fernando Pimenta, que, uma década depois, volta a competir em maratonas, na sua Ponte de Lima.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.