O português Fernando Pimenta, bicampeão europeu em K1 1.000 metros, procura o primeiro título mundial em Racice, na República Checa, entre quinta-feira e domingo, num êxito que reforçaria o seu papel de melhor canoísta português.

O atleta natural de Ponte de Lima alcançou três dos cinco pódios mundiais de embarcações lusas em canoagem de velocidade, somando duas medalhas de prata – em K2 500 metros, com João Ribeiro, e K4 1.000 metros, com Emanuel Silva e David Fernandes – e uma de bronze – em K1 1.000.

Em julho último, na Bulgária, revalidou o título de campeão da Europa de forma categórica, ambicionando agora tornar-se no primeiro luso a chegar ao lugar mais alto do pódio mundial.

A seleção na República Checa conta com cinco atletas medalhados na maior prova internacional da modalidade, com Teresa Portela a juntar-se ao restrito lote, pois conquistou a medalha de bronze em K4 200 metros com Helena Rodrigues, Joana Sousa e Beatriz Gomes.

João Ribeiro é outro nome que se destaca na estatística, pois detém duas pratas numa mão cheia de pódios para Portugal, embora apenas os dois últimos em distâncias olímpicas.

A história começou em 1989, em Plovdiv, na Bulgária, com José Garcia a conquistar o bronze em K1 10.000 metros, especialidade longa que, entretanto, desapareceu na modalidade.

Foi preciso esperar duas décadas para o segundo pódio português em Mundiais, em 2009, em Dartmouth, no Canadá, onde o K4 de Helena Rodrigues, Teresa Portela, Joana Sousa e Beatriz Gomes conquistou o bronze nos 200 metros, na única vez que a as mulheres subiram ao pódio nos campeonatos do mundo de velocidade.

Seguiu-se a medalha de prata de Pimenta e Ribeiro em 2010 em Poznan, na Polónia, em K2 500.

O primeiro pódio em distância olímpica surgiu apenas em 2014, em Moscovo, no K4 1.000 de Pimenta e Ribeiro, juntamente com Emanuel Silva e David Fernandes, depois do título europeu na distância de 2011, coroado com o então recorde mundial.

Um ano depois, em 2015, novamente Pimenta, mas agora a solo, em K1 1.000 chegou ao bronze em Milão, numa prova igualmente integrante do programa olímpico, em que foi quinto no Rio2016.

Medalhas de Portugal nos mundiais de velocidade:

1989: K1 10.000 - José Garcia, bronze, Plovdiv, Bulgária.

2009: K4 200 - Helena Rodrigues/Teresa Portela/Joana Sousa/ Beatriz Gomes, bronze, Dartmouth, Canadá.

2010: K2 500 - Fernando Pimenta/João Ribeiro, prata, Poznan, Polónia.

2014: K4 1.000 - Fernando Pimenta/Emanuel Silva/João Ribeiro/ David Fernandes, prata, Moscovo.

2015: K1 1.000 - Fernando Pimenta, bronze, Milão, Itália.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.