O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, disse hoje que o título de campeão mundial de Fernando Pimenta em K1 1.000 proporcionou "um dia histórico" à canoagem e desporto nacionais.

"Um dia histórico. Uma imensa alegria, evidentemente. São vários os motivos de orgulho para todos nós", assumiu o governante, em Montemor-o-Velho, onde decorrem os Mundiais de canoagem até domingo.

O responsável da tutela começou por elogiar Fernando Pimenta - "acrescentou ao currículo algo que lhe faltava" – sublinhando a convicção generalizada na conquista deste êxito, sinal de confiança no potencial do atleta.

"O desporto existe também pelos seus dirigentes e treinadores, e a federação tem feito um excecional trabalho nos últimos anos. Isso vê-se não só pelo Fernando Pimenta, mas por toda a equipa e atletas neste campeonato do mundo", atestou.

João Paulo Rebelo deixou ainda uma palavra ainda de reconhecimento para o papel das autarquias na promoção do desporto, neste caso a de Montemor-o-Velho, que alberga "uma das melhores infraestruturas do mundo para a canoagem, absolutamente ímpar, e que pode potenciar Portugal".

O governante lembrou ainda o aumento de 16% na dotação para o Projeto Olímpico Tóquio2020 face ao Rio2016, considerando que todo o desporto português vai beneficiar do incremento de apoios.

Hoje, cumprem-se 29 anos da primeira medalha de Portugal em Mundiais de canoagem, na Bulgária, conquistada por José Garcia em K1 10.000.

"Quase que é difícil comparar o incomparável. 1989 só me é recordado pelas redes sociais. Foi em distância não olímpica. Esta tem toda a importância por ser em distância olímpica e o culminar de uma carreira excecional do Pimenta", elogiou o antigo atleta olímpico.

Mário Santos, anterior presidente da federação de canoagem, exultou com a "excelente prova" de Pimenta e destacou "o momento que a canoagem portuguesa sempre sonhou, organizar um Mundial em casa e ter um campeão do mundo em distância olímpica".

"O que se pode esperar de Fernando Pimenta em Tóquio2020 é o mesmo desde que chegou à seleção: Em dia bom, ganha. Em dia menos bom, faz uma medalha", completou.

Ricardo Machado, diretor técnico nacional e vice-presidente da federação, falou em "sabor especial" e manifestou o desejo de que a atual "repercussão mediática" do feito de Fernando Pimenta sirva para "catapultar ainda mais a modalidade em Portugal".

No domingo, às 16:50, Fernando Pimenta defende o título mundial em K1 5.000, distância não olímpica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.