O presidente da Federação Portuguesa de Judo, Jorge Fernandes, foi hoje reconduzido para um segundo mandato na presidência do organismo, com larga maioria dos votos, numa eleição com uma única lista candidata.

Em Cernache, Coimbra, no mesmo local em que se realizou hoje o primeiro dia do campeonato nacional de seniores e que prossegue no domingo, Jorge Fernandes teve o voto de 55 dos 61 delegados existentes, num ato em que votaram 57, havendo dois votos em branco.

O dirigente contará com a mesma equipa que o acompanhou no mandato anterior, no qual alcançou em 2019 o primeiro título mundial para o judo português, com a conquista de Jorge Fonseca (-100 kg) em Tóquio, numa edição em que Bárbara Timo (-70 kg) foi vice-campeã mundial, e Joana Ramos (-52 kg) e Patrícia Sampaio (-78 kg) quintas classificadas.

Os órgãos sociais hoje eleitos contam com Carlos Andrade na mesa da Assembleia Geral, por troca com Sandra Godinho, que passa a 'vice', Nuno Carvalho no Conselho de Arbitragem, Victor Antunes no Conselho Fiscal, António Borrego no Conselho de Justiça e Hélder Lourenço no Conselho de Disciplina.

No quadriénio 2020/24, que terá no próximo ano os Jogos Olímpicos, adiados devido à pandemia da covid-19, e a organização dos Europeus de Lisboa, em abril, Jorge Fernandes já disse que tem por objetivo a existência de uma casa para o judo, onde possa ter instalações de treino, de alojamento e de receção também a outras seleções, como local de estágio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.