A patinagem artística e a patinagem de velocidade no gelo vão integrar a Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP), decidiu o organismo, em assembleia-geral, por unanimidade.

Segundo Pedro Farromba, presidente da FDIP, é necessário concluir "o processo burocrático", que passa pela alteração dos estatutos e pela aprovação das duas novas modalidades durante o congresso da União Internacional de Patinagem, no próximo ano, ainda sem data agendada.

"Continuamos a dar corpo ao que a FDIP representa: os desportos de inverno", realçou, em declarações à agência Lusa, o presidente do organismo, que no sábado aprovou a alteração dos estatutos, para permitir a inclusão da patinagem artística e da patinagem de velocidade no gelo.

O dirigente federativo informou existir "um número elevado de solicitações de atletas", nomeadamente, na patinagem artística, em que os praticantes pretendem competir também no gelo, e na velocidade, como é o caso do algarvio Diogo Marreiros, vice-campeão mundial e vice-campeão europeu de patinagem de velocidade sobre rodas.

"Abrem-se possibilidades para o futuro. Passamos a ter mais atletas e mais modalidades olímpicas", realçou Pedro Farromba.

O presidente da FDIP assinalou que Diogo Marreiros, natural de Lagos, ficou numa prova recente a apenas 1,94 segundos dos mínimos de qualificação para Jogos Olímpicos de Inverno Pequim2022.

A federação, inicialmente apenas com a tutela de todas as disciplinas do esqui e do snowboard, integrou o curling, o luge, o hóquei no gelo e o bobsleigh.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.