Portugal arrecadou hoje a medalha de prata por equipas no duplo minitrampolim dos Mundiais da modalidade, que decorrem em Baku, no Azerbaijão, pelo conjunto formado por Diogo Cabral, Diogo Fernandes e Tiago Romão.

A equipa portuguesa contabilizou 111.300 pontos e foi apenas superada pela congénere russa formada por Aleksandr Odinsiov, Vasilli Makarskii e Mikhail Zalomin, com 115.800.

No duplo minitrampolim feminino, também por equipas, Maria Carvalho, Sara Guido e Inês Martins ficaram às portas do pódio, terminando no quarto lugar, com 98.000 pontos. Os Estados Unidos venceram a prova com 104.900 pontos.

No trampolim sincronizado feminino, Beatriz Martins e Catarina Nunes conseguiram a quarta posição da qualificação e consequentemente a passagem à final de sábado, com 86.770 pontos somados.

Na mesma categoria, Mariana Carvalho e Sofia Correia tiveram uma boa prestação, terminando a qualificação em quinto lugar, com 86.170 pontos, mas falharam a presença na final uma vez que apenas um par por país pode disputar a série decisiva.

Na vertente masculina, Rúben Tavares e Lucas Santos terminaram a qualificação no quarto lugar, com 93.910 pontos, tendo garantido para Portugal a presença em mais uma final no sábado. Diogo Abreu e Pedro Ferreira terminaram em quinto, com 92.630 pontos, atrás dos companheiros de equipa, mas, tal como no setor feminino, falharam a final.

Nas qualificações de tumbling masculino, Vasco Peso terminou a qualificação na 11.ª posição, tornando-se no primeiro ginasta de reserva para a final de sábado, com 70.500 pontos.

O segundo melhor luso em competição nesta categoria foi André Palma, que somou 66.200 pontos (22.º lugar), seguido de Henrique Nascimento que, com 61.500 pontos, terminou no 27.º lugar. João Saraiva sofreu uma lesão e não regressou à prova.

Sábado é um dia em cheio para a seleção portuguesa a competir em Baku, com as semifinais de trampolim individual masculino, onde estará presente Diogo Abreu, as finais de duplo minitrampolim masculino, com Diogo Cabral, e Feminino, com Inês Martins, e ainda as finais de trampolim sincronizado masculino, com Rúben Tavares e Lucas Santos, e feminino, com Beatriz Martins e Catarina Nunes.

Portugal está representado nos Mundiais, que decorrem até domingo, por 22 ginastas, nas variantes masculina e feminina de trampolim, duplo minitrampolim e tumbling, que pontuam para o concurso completo (all-around).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.