A seleção portuguesa de trampolins foi recebida em clima de euforia à chegada ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, no domingo, após uma participação "de topo" no Mundial, com quatro medalhas, uma delas de ouro.

Dezenas de pessoas esperaram a seleção lusa, entre as quais os principais responsáveis federativos, que não pouparam nos elogios pela consolidação de Portugal entre as principais nações no panorama internacional de trampolins.

João Marques, Diretor Técnico Nacional da Federação de Ginástica de Portugal (FGP) para a disciplina de trampolins, e João Oliveira, vice-presidente federativo, não esconderam o orgulho pela participação lusa nos Mundiais, que se realizaram em Sófia.

"Estamos a começar a manter-nos no topo mundial," constatou João Oliveira, após Portugal ter conquistado quatro medalhas nos Mundiais de trampolins, entre as quais uma de ouro.

Igualmente satisfeito, João Marques sublinhou a qualidade da geração existente na disciplina de trampolins em Portugal, assinalando que "temos vencedores de circuito da taça do mundo, medalhados na taça do mundo não só em trampolim como também em minitrampolim."

Entre os 24 elementos que representaram Portugal em Sófia, Diogo Abreu, Lucas Santos, Pedro Ferreira e Rúben Tavares conquistaram a medalha de ouro na prova masculina por equipas em trampolim individual.

Diogo Abreu, que conta no currículo com duas participações em Jogos Olímpicos - Rio2016 e Tóquio2020 -, salientou o valor global da equipa e apontou a Paris2024.

"Acho que a equipa, todos nós, temos um nível muito alto e estamos entre os melhores do mundo. Temos potencial mais que suficiente para nos apurarmos para os Jogos Olímpicos," garantiu o experiente ginasta.

Por seu turno, Lucas Santos recordou o momento em que garantiu a conquista do ouro para Portugal. "Para ser sincero não percebi [que Portugal se havia sagrado campeão mundial após a sua prova]. Acabei a série e festejei, porque pensava que íamos ser campeões do mundo, mas eles já tinham feito contas," contou, de sorriso aberto.

Os elementos que completam o quarteto congratularam-se por conquistar um título mundial ao lado de quem mais estimam. "É fruto de muito trabalho e diversão", declarou Pedro Ferreira, secundado por Rúben Tavares, que reconheceu "uma sensação incrível partilhar um título com os amigos".

Além do ouro masculino por equipas em trampolim individual, Diogo Abreu e Pedro Ferreira conquistaram ainda a medalha de prata em trampolim sincronizado e este último alcançou ainda o bronze no ‘all around’, juntamente com Sofia Correia, Ingrid Maior, Diogo Cabral, Diana Gago, Vasco Peso e Margarida Agostinho.

Por fim, Portugal conquistou ainda medalha de prata na prova masculina por equipas de duplo minitrampolim, por Diogo Cabral, André Dias, João Félix e José Domingues.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.