A canoísta Teresa Portela confirmou hoje a presença na competição de K1 200 metros nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao vencer a seletiva portuguesa, em Montemor-o-Velho.

Teresa Portela, que tinha assegurado a vaga lusa na distância, nos Mundiais de 2019, em Szeged, na Hungria, onde foi oitava, vai estar pela quarta vez nos Jogos Olímpicos, depois das presenças em Pequim2008, Londres2012 e Rio2016.

A canoísta do Benfica, de 33 anos, venceu hoje a seletiva, em 42,158 segundos, impondo-se a Francisca Laia (CD Os Patos) e Joana Vasconcelos, que ficaram a 0,120 e 0,490 segundos, respetivamente.

“Estou muito feliz”, revelou Teresa Portela, citada pela Federação Portuguesa de Canoagem, lamentando a “espera horrorosa” pela confirmação da vaga olímpica: “Qualifiquei em agosto de 2019 e toda a gente achava que a Teresa ia aos Jogos Olímpicos, mas só que não estava, porque, na verdade, é uma vaga para o país”.

Nas três anteriores presenças olímpicas, Teresa Portela tem como melhor resultado o sexto lugar em K4 500 metros, em Londres2012, quando foi oitava em K1 200 metros e 11.ª em K1 500 metros, distância em que terminou nos 14.º e 11.º lugares em Pequim2008 e no Rio2016, respetivamente.

“Estes últimos dias foram um stress, pois não sabia o que ia acontecer e só pensava se iria, ou não, qualificar-me”, referiu Teresa Portela, realçando a justiça nesta confirmação: “Acreditava que tinha feito a parte mais difícil, que foi garantir a vaga no Mundial. Acho que, também por isso, mereço esta vaga para Tóquio2020”.

Além de Teresa Portela, também Fernando Pimenta, em K1 1.000 metros já tem presença assegurada em Tóquio2020, numa comitiva da modalidade que conta ainda com as quotas garantidas em K4 500 metros, por Emanuel Silva, João Ribeiro, Messias Baptista e David Varela, e K1 slalom, por Antoine Launay.

A seletiva realizada hoje no Centro de Alto Rendimento de canoagem incluiu ainda outras oito provas, mas para obtenção de marcas para definição das convocatórias para a qualificação olímpica, em 12 e 13 de maio, e para a Taça do Mundo, entre 14 a 16 de maio, a disputar em Szeged.

Em Montemor-o-Velho, Kevin Santos foi o mais rápido em K1 200 metros, com o tempo de 36,851 segundos, e Joana Vasconcelos em K1 500 metros, em 01.53,905 minutos. João Cunha Pereira e Rúben Boas alcançaram o registo de 03.23,466 em K2 1.000 metros, enquanto Francisca Laia e Maria Rei concluíram a prova de K2 500 metros em 01.48,015.

Nas canoas, Inês Penetra terminou a prova de C1 200 metros em 52,483 segundos, e o de 02.06,421 minutos em C2 500 metros, fazendo equipa com Beatriz Lamas, enquanto Marco Apura e Bruno Afonso foram os mais rápidos em C2 1.000 metros, com o registo de 03.42,774.

Em C1 1.000 metros, Hélder Silva concluiu a distância em 04.18,050 minutos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.