O piloto português Armindo Araújo (Mini) quer regressar aos lugares pontuáveis no Rali da Acrópole, sexta prova do Campeonato do Mundo, depois de duas provas em “branco”, entre as quais em Portugal.

«Estamos confiantes e determinados em lutar por um lugar dentro dos dez primeiros e tudo faremos para conseguir inverter esta fase menos positiva. Afirmei desde o início deste projeto que o nosso objetivo em todas as provas é terminar em lugares pontuáveis e o nosso trabalho está direcionado nesse sentido», disse Armindo Araújo, em comunicado.

O piloto português cumpriu aquele objetivo em duas das três primeiras etapas do Mundial (10.º lugar na estreia, em Monte Carlo, e sétima posição no México), mas depois terminou ao 15.º posto em Portugal e desistiu na Argentina.

Mais do que a “forte concorrência”, Armindo Araújo, bicampeão mundial de Produção, teme acima de tudo as altas temperaturas que se registam nesta altura do ano na Grécia e que tornam ainda mais duros os troços em piso de terra.

«O Rali da Grécia é sempre muito duro e sabemos que esse será um grande desafio para todos. Já fizemos este rali algumas vezes e conhecemos bem aquilo que vamos encontrar», observou o piloto.

A chave para um bom resultado no Rali da Acrópole passa pela capacidade de as máquinas suportarem as condições extremas em que decorre a prova e foram precisamente os problemas mecânicos que estiveram na base dos maus resultados recentes de Armindo Araújo.

«As mecânicas sofrem sempre muito, mas vamos esperar que o Mini se mostre muito fiável», observou o piloto natural de Santo Tirso.

O francês Sebastien Loeb, ao volante de um Citroen DS3 WRC, é o principal favorito à vitória, que significará o quarto triunfo em seis provas no Campeonato do Mundo, depois dos êxitos em Monte Carlo, no México e na Argentina.

A principal oposição ao octocampeão mundial e líder do campeonato de 2012 deve vir do finlandês Mikko Hirvonen, colega de equipa na Citroen, e dos noruegueses Petter Solberg e Mads Ostberg, ambos em Ford Fiesta RS WRC.

O Rali da Acrópole começa na quinta-feira, com a realização da primeira das 22 provas especiais de classificação, terminando no domingo, depois de os pilotos completarem um total de 409 quilómetros cronometrados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.