Carlos Sainz foi galardoado esta terça-feira com o prémio Princesa de Astúrias do Deporto de 2020, sucedendu à esquiadora norte-americana Lindsey Vonn. Ao todo, havia 17 candidatos de dez diferentes nacionalidades à edição deste ano do Prémio, que acabou por ser atribuído ao piloto madrileno, de 58 anos, vencedor por três ocasiões do Rally Dakar (2010, 2018 e 2020), e por duas vezes do Mundial de Ralis (1990 e 1992), onde foi ainda quatro vezes vice-campeão.

Recentemente, Carlos Sainz tinha já sido eleito como melhor piloto da história do Mundial de Ralis, numa votação levada a cabo junto dos aficionados. Era já apontado como um dos grandes favoritos ao galardão com o qual se vê agora distinguindo, superando, entre outros, Marc Márquez, que em 2019 conquistou pela sexta vez o título de campeão mundial da classe rainha do motociclismo, MotoGP.

Sainz torna-se no quarto piloto a receber o prémio, depois de Sito Pons (1990), Fernando Alonso (2005) e Michael Schumacher (2007).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.