O Rali da Finlândia, previsto para decorrer entre 06 a 09 de agosto, foi cancelado, devido à pandemia de covid-19, anunciaram hoje os promotores do mundial de ralis (WRC).

“Mesmo que a situação na Finlândia e internacionalmente melhore, há muitos fatores de risco à saúde e segurança para organizar este evento quando faltam apenas dois meses”, refere o WRC, citando um comunicado de imprensa do organizador da prova (AKK Sports).

Os promotores da etapa finlandesa do mundial de ralis equacionaram a possibilidade de adiar a prova para o final do ano, mas desistiram devido às incertezas quanto aos riscos, refere a mesma fonte.

O cancelamento do Rali da Finlândia segue-se ao do estreante Rali do Quénia, que seria realizado de 16 a 19 de julho, devido à pandemia, às dificuldades das viagens transfronteiriças e à limitação imposta aos encontros sociais massivos.

Os três primeiros eventos da temporada do Mundial WRC, designadamente Monte Carlo, Suécia e México, ocorreram entre janeiro e meados de março, antes da interrupção ditada pela covid-19, e o francês Sébastien Ogier (Toyota) lidera a classificação.

O Rali do México, em março, chegou mesmo a ser encurtado em um dia, para permitir que as equipas regressassem atempadamente e em segurança à Europa, uma vez que as fronteiras começaram a fechar e os voos a ser cancelados.

As três provas programadas para decorrer entre abril e junho foram adiadas indefinidamente (Argentina, não antes do 4.º trimestre de 2020, e Itália) ou canceladas, como foi o caso do Rali de Portugal, entre 21 e 24 de maio.

O próximo evento agendado é o Rali da Nova Zelândia, programado para ir para a estrada entre os dias 03 e 06 de setembro.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 380 mil mortos e infetou quase 6,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,7 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.